“A maldade vem de onde a gente menos espera”: mãe de menina de 7 anos estuprada pelo avô quebra o silêncio

No Espírito Santo, uma menina de 10 anos, grávida após ser violentada, chocou o Brasil nos últimos dias. Na medida do possível, ela passa bem. Nessa quarta-feira, deixou o hospital no Recife, onde interrompeu a gestação, mas seu destino é mantido em sigilo para preservá-la. A alta aconteceu pela manhã, quando, aqui no Rio, um outro caso semelhante vinha à tona. Na terça-feira, na Baixada Fluminense, um homem de 60 anos foi preso, suspeito de estuprar a neta de sua mulher. A criança tem apenas 7 anos.

— Apesar de não ser parente de sangue da menina, ela o via como avô, pois ele está casado com a avó dela há quase 14 anos. Então, a visão dela era essa, de que ele era avô — afirmou a delegada Mônica Areal, titular da Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam) da Zona Oeste do Rio, que fez a prisão na terça.


Na madrugada da própria terça-feira, na casa da família em Guaratiba, na Zona Oeste, um tio da menina, de 17 anos, a flagrou sendo violentada pelo avô de consideração. Segundo o adolescente, por volta das 3h da manhã, ele foi colocar o celular para carregar e, quando entrou na cozinha, viu o suspeito obrigando a sobrinha a colocar a boca em seu órgão sexual. A prisão aconteceu após a mãe da menina ficar sabendo do estupro e ir à Deam denunciar o padrasto.

— A gente acha que está protegendo por não deixar nossos filhos na rua. Mas, infelizmente, o perigo estava dentro de casa, e a gente nem notou. A maldade é maquiada pela bondade, vem de onde a gente menos espera. Somos dez irmãos. Todo mundo o via (o suspeito) como pai, era uma pessoa muito querida e acima de qualquer suspeita. É com essas pessoas que as mães precisam ter cuidado — alerta a mãe da menina, de 34 anos, relatando que a família está extremamente abalada. O tio materno da menina, que foi quem descobriu o estupro, contou aos policiais civis que, após o marido de sua mãe ter sido flagrado, ele disfarçou, fechou a calça e continuou fazendo café.


AgoraPB com O Globo

Compartilha via Whatsapp

Sobre Chico Lobo

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook