Projeto Circulandô chega a Belém neste sábado com oficinas multiculturais

A cidade de Belém, no Brejo paraibano, receberá o 24° Circulandô nos dias 10 e 11 de agosto. O programa é uma extensão desenvolvida pelo Centro Estadual de Arte (Cearte). Nesta edição, serão ofertadas 112 vagas divididas em seis oficinas, nas áreas de Teatro, Dança, Música, Audiovisual e Literatura, além da exibição de curtas metragens.

As oficinas ofertadas serão de “Cinema de Bolso”, “Dança Contemporânea”, “O Espaço do Ator na Interpretação do Cordel”, “Canto Não Cariri”, “Danças Populares” e “A Cor da Palavra Em Cena”. Todas as oficinas acontecerão nas escolas municipais da cidade. O público atendido será de crianças a partir de 7 anos, adolescentes, jovens e adultos.

As inscrições poderão ser feitas na Secretaria de Cultura, no mesmo prédio da Secretaria de Desenvolvimento Social. Rua Brasiliano da Costa – Centro, de segunda à sexta das 8h às 11h e 14h às 17h.

Cinema

Já o Cine Circulandô ocorrerá no sábado dia 10 de agosto às 19h na praça 6 de Setembro perto da igreja matriz. Nesta edição, o Cine Circulandô programou cinco curtas-metragens, três deles inéditos no estado. A curadoria é do pesquisador e crítico André Dib.

Entre os filmes, há duas produções paraibanas concluídas neste ano: “O Grande Amor de Um Lobo”, de Kennel Rógis e “Seiva”, de Ramon Batista. Ainda serão exibidos “Mesmo Com Tanta Agonia” (SP, 2018), de Alice Andrade Drummond, “Impermeável Pavio Curto” (MG, 2018), de Higor Gomes e “Aulas Que Matei” (DF, 2018), de Amanda Devulsky e Pedro B. Garcia. A duração total dos curtas será de 80 minutos.

Ao programar curtas contemporâneos, o Cine Circulandô oferece ao público a oportunidade de experimentar a produção nacional, inserindo o interior da Paraíba no circuito de exibição do cinema independente brasileiro.

O Circulandô surgiu em formato de caravana como um braço da política de descentralização do Cearte, visando a ampliação da oferta do acesso ao ensino da arte. “Desde sua criação, o projeto é muito procurado e bem recebido, ajudando a conectar as pessoas, seus sonhos e oferecendo oportunidades para que desenvolvam o conhecimento. O projeto toca profundamente nas ações de descentralização do Cearte”, pontua Laura Moreno, diretora do Cearte. A coordenação geral do projeto Circulandô é de Odécio Antonio.

CIRCULANDÔ edição BELEM

DIAS: 10 e 11 de agosto
HORA: De 8h às 12h – Oficinas
De 19h às 21h – Exibição de filmes
LOCAL: As oficinas ocorreram nos dias 10 e 11 de agosto nas escolas municipais. As sessões de cinema ocorreram no dia 10 de agosto na Praça 6 de Setembro, perto da igreja matriz. 

INSCRIÇÕES: Secretaria de Cultura, no mesmo prédio da Secretaria de Desenvolvimento Social. Rua Brasiliano da Costa – Centro. O atendimento será de segunda à sexta, das 8h às 11h e das 14h às 17h.

OFICINAS
CINEMA DE BOLSO, com Rodrigo Quirino, idade livre - 20 vagas
DANÇA CONTEMPORÂNEA, com Joelma Ferreira, a partir de 15 anos - 20 vagas
O ESPAÇO DO ATOR NA INTERPRETAÇÃO DO CORDEL, com Bento Júnior, a partir de 7 anos - 20 vagas
CANTO NAÇÃO CARIRI, com Hildemburgo, a partir de 10 anos - 15 vagas DANÇAS POPULARES, com Luciana Portela, a partir de 16 anos - 20 vagas
A COR DA PALAVRA EM CENA, com Celly de Freitas, a partir de 13 anos - 20 vagas.

SINOPSES DOS FILMES

O grande amor de um lobo (2019, 12’), Kennel Rógis
Sinopse: na busca pelo verdadeiro amor um jovem faz da realidade seu próprio filme.

Mesmo com tanta agonia (SP, 2018, 19’43’’), de Alice Andrade Drummond
Sinopse: É aniversário da filha de Maria. No trajeto do trabalho para a festa, ela fica presa no trem, em função de uma pessoa caída acidentalmente sob os trilhos.

Impermeável pavio curto (MG, 2018, 20’), de Higor Gomes
Sinopse: Jaqueline tem aquilo que muitos chamariam de personalidade forte. A adolescente vive com a tia e enfrenta alguns problemas na escola. sua companhia diária é uma bicicleta, com a qual passeia pelo bairro. Um dia, Jaqueline e a tia pegam a estrada, mas as coisas não saem como o esperado.”

Aulas que matei (DF, 2018, 23’), de Amanda Devulsky e Pedro B. Garcia
Sinopse: Mais um dia de aula. Nem todos conseguem chegar.

Seiva (PB, 2019, 7’), Ramon Batista
Sinopse: entre a contemplação e o alerta para trazer luz a seiva essencial da vida, a água, recurso finito e fundamental.

MAIS INFORMAÇÕES:
CEARTE – CENTRO HISTÓRICO
Grupo Escolar Thomas Mindello
Praça Aristides Lobo, 129 – Centro
João Pessoa / PB
Fone: (83) 3214 2923
E-mail: comunicacaocearte@gmail


Compartilha via Whatsapp

Sobre Chico Lobo

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook