Governo do Estado abre ciclo de seminários do Programa PB Rural Sustentável

O Governo do Estado, por meio da Secretaria da Agricultura Familiar e do Desenvolvimento do Semiárido (Seafds) e do Projeto Cooperar, abre, nesta quarta-feira (28), o Ciclo de Seminários de Divulgação e Informações do PB Rural Sustentável. O evento será realizado, das 8h às 12h, no Teatro do Sesi, localizado na Rua Rodrigues Chaves 90, no centro da Capital (nas imediações do Pavilhão do Chá).

O evento tem por finalidade divulgar e informar os beneficiários do PB Rural Sustentável sobre as ações, metas e formas de apresentar demandas a serem priorizadas de acordo com os critérios estabelecidos pelo programa para acesso a subprojetos de água, tecnologias de redução da vulnerabilidade agroclimática e ingresso aos mercados.

O 1º Seminário contará com a participação do secretário da Agricultura Familiar e do Desenvolvimento do Semiárido, Luiz Couto, e do coordenador geral do Projeto Cooperar, Omar Gama, além de agentes dos Conselhos Municipais de Desenvolvimento Rural Sustentável; Organizações de Produtores Rurais (associações e cooperativas); Sindicatos dos Trabalhadores Rurais (STR) e representantes dos Poderes Legislativo e Executivo dos 26 municípios envolvidos.  

PB Rural Sustentável - O programa Paraíba Rural Sustentável, lançado no dia 19 de março deste ano, em João Pessoa, graças ao esforço do Governo para aprovar em menos de um mês um empréstimo de US$ 50 milhões junto ao Banco Mundial – mais US$ 30 milhões de contrapartida do Estado –, irá investir mais de R$ 300 milhões na agricultura familiar, melhorando o acesso à água, reduzindo a vulnerabilidade agroclimática e aumentando o acesso a mercados da população rural da Paraíba, beneficiando 45 mil famílias do Estado.

O programa visa resgatar toda a produção dos pequenos agricultores, tendo como componentes principais o abastecimento d’água e a área produtiva. A previsão é de que sejam implantados 280 abastecimentos de água singelos; 150 abastecimentos de água completos; 7.560 cisternas de alambrado; e 100 dessalinizadores com aproveitamento de rejeitos para garantir o acesso à água, entre outros.

Compartilha via Whatsapp

Sobre Chico Lobo

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook