Municípios realizam primeiro Levantamento Rápido de Índices para o mosquito Aedes Aegypti

Os municípios paraibanos devem realizar o primeiro Levantamento Rápido de Índices para o mosquito Aedes Aegypti -LIRAa/LIA de 2018 até o próximo dia 12. O objetivo, segundo a Secretaria de Estado da Saúde (SES), por meio da Gerência Operacional de Vigilância Ambiental, é nortear as ações de combate contra o mosquito transmissor da dengue, chikungunya e zyka e ainda promover comunicação e mobilização, por meio de ampla divulgação dos resultados na mídia estadual.

“Esta socialização dos resultados tem-se mostrado importante ferramenta para a obtenção de apoio para que as ações de enfrentamento do problema nos municípios possam contar com a adesão da população e de setores externos ao âmbito da saúde”, disse o chefe do Núcleo de Fatores Biológicos da SES, Luiz Almeida.

Todos os 223 municípios deverão realizar, anualmente, quatro ciclos de LIRAa ou LIA (Este último para municípios abaixo de 2.000 imóveis), de modo amostral, nos meses de janeiro, março, julho e outubro. Os quarteirões, onde ocorrerá o levantamento, são escolhidos por sorteio eletrônico, por meio do Sistema LIRAa/LIA. As larvas encontradas são enviadas para os laboratórios das 12 Gerências Regionais de Saúde (GRS), onde são identificados se são do mosquito Aedes Aegypti.

A partir do levantamento realizado pelos agentes de controle de endemias dos municípios, é feita uma classificação de risco, proposta pelo Ministério da Saúde, por meio do Programa Nacional de Controle da Dengue, segundo a qual o resultado abaixo de 1% da quantidade de imóveis com larvas, é considerado satisfatório; entre 1 e 3,9%, em alerta; e acima de 3,9%, em risco.


Compartilha via Whatsapp

Sobre TV AgoraPB

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook