Centro Cultural do Cariri realiza oficina de teatro para jovens e adultos da região

O Centro Cultural do Cariri – CUCA promove oficina de teatro voltada para jovens e adultos com ou sem experiência em teatro ministrada pela atriz, palhaça e arte/educadora Ana Nogueira. A oficina será realizada entre os dias 25 e 26 de janeiro no teatro dos Vicentinos, em Serra Branca.

O ponto culminante será a apresentação de um espetáculo inspirado na peça “O auto da compadecida”, de Ariano Suassuna, às 19h, com a entrada gratuita para todo o público.

“É uma oportunidade para a promoção dos melhores valores culturais da juventude caririzeira”, comenta o jornalista Evaldo Costa, coordenador de eventos do Cuca. Ele cita, entre outros, cursos de fotografia, produção audiovisual e corte e costura promovidos pela instituição, sediada em Parari.

“Vamos experimentar a criação coletiva de pequenas cenas em duplas, trios e solos, criando uma dramaturgia com base na experiência pessoal de cada um dos participante”, revela a atriz, diretora teatral e professor, Ana Nogueira, responsável pela oficina. “A obra de Ariano Suassuna está repleta de histórias e personagens que marcaram sua vida. Quero instigar os alunos a reconhecer e dar luz a esses personagens e histórias que marcaram sua própria vida. São elementos como o jeito de andar, o jeito de falar e de contar sua história, é o que nos interessa”.

Participarão jovens de Serra Branca, Parari, Coxixola, São João do Cariri e São José dos Cordeiros mobilizados pelos coordenadores Genilson Brito, Assis Silva e Kleber Ribeiro.

Ainda há vagas. mande seu nome completo e contato como mensagem direta para a página do CUCA

Ana Nogueira, breve currículo

Atriz, arte/educadora pela Universidade Federal de Pernambuco (2014), jornalista pela Universidade Católica de Pernambuco (1989) e produtora cultural (2008). Na área de Teatro, atuo como atriz desde 1985. Na década de 1990, escrevi, produzi e atuei no espetáculo Roupa Suja se Lava em Casa com a cena O Mundo de Bebé, onde narrei a história do nascimento da minha mãe, junto à Companhia Repertório em Movimento (Recife-PE). Entre 2014 e 2015, participei ativamente do movimento de Teatro em Residências no Recife, com participação em dois espetáculos, um dos quais Sexo@cidade, baseado em crônicas do cotidiano publicadas pela jornalista Flavia de Gusmão no Jornal do Commercio (Recife). A experiência profissional na área de Teatro inclui performance como a palhaça Dona Pequena, linguagem que pesquiso desde 2004. Na área acadêmica, integrei o grupo de bolsistas do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID/Capes) no subprojeto Teatro – UFPE coordenado pelo professor Elton Bruno de Siqueira, entre agosto de 2012 e fevereiro de 2014, cujo trabalho foi inspirado na metodologia do Teatro do Oprimido, de Augusto Boal. Atualmente, estudo a obra e a vida do poeta Manuel Bandeira, com participação em leituras e ações pedagógicas com o grupo ‘Bacantes da Poesia’ para divulgação da obra do poeta, e integro o Coletivo de Palhaçaria Feminina Violetas da Aurora
Compartilha via Whatsapp

Sobre Chico Lobo

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os leitores que quiserem fazer algum comentário, devem estar logados no facebook, clicar em Like e escrever na caixa de texto que se abrirá automaticamente.