Polícia deflagra operação, resgata 72 aves silvestres e prende duas pessoas em Catolé do Rocha

Policiais militares do Batalhão de Polícia Ambiental, juntamente com policiais do 12º Batalhão, com sede em Catolé do Rocha, deflagraram uma operação, na manhã deste sábado (2), para combater o comércio ilegal de animais silvestres. A ação foi desencadeada na feira central do Mercado Público da cidade de Catolé do Rocha

Na ação, duas pessoas foram conduzidas para a Delegacia da cidade de Catolé do Rocha. Os suspeitos foram autuados no Decreto Federal 6.514 de 2008. De acordo com o sargento Silva, que participou da ação, a multa sobe para R$ 5 mil, por animal, quando a espécie está em extinção.

A operação policial aconteceu após o recebimento de denúncia da prática de crimes ambientais na localidade. Na ação, um homem, de 42 anos, foi flagrado com 56 aves e foi multado em R$ 56 mil por comercializar ilegalmente os animais.

Ao continuar as diligências, os policiais se depararam com uma casa da localidade, na qual 12 aves eram mantidas em cativeiro, sem licença ambiental. Nessa residência uma mulher, de 37 anos, foi conduzida para a Delegacia, e multada em R$ 10,5 mil, tendo em vista que uma das aves, o anumará, está na lista de animais em extinção. Além destas, foram encontradas mais 4 aves abandonadas na feira livre.

As aves – papa-capins, galo de campina, golado, concriz, cancão, papacu, periquitos da terra, azulão e anumará – serão encaminhadas para o Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas), para serem cuidadas e reintegradas à natureza.

Compartilha via Whatsapp

Sobre Redação AgoraPB

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os leitores que quiserem fazer algum comentário, devem estar logados no facebook, clicar em Like e escrever na caixa de texto que se abrirá automaticamente.