Orçamento Democrático leva energia solar a agricultores da região de Itabaiana

Famílias agricultoras da região de Itabaiana assistidas pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural da Paraíba (Emater-PB) instalaram sistema de energia solar fotovoltaica que está permitindo redução dos custos de energia elétrica em suas unidades de produção. A ação é resultado de demandas do Orçamento Democrático e tem garantido também incremento na produção agrícola, sem agredir o meio ambiente.

São três projetos, sendo dois instalados no assentamento Antônio Conselheiro, em São Miguel de Taipu, beneficiando as agricultoras familiares Elisângela Nascimento de Araújo e Raimunda Batista da Silva, e um implantado no assentamento Nova Vida, em Mogeiro, onde o agricultor Manuel Rodrigues, que é considerado modelo na região, produz várias culturas, além de criar frangos caipiras e bovinos. Ele também produz ração para os animais e mantém um poço que abastece a propriedade, inclusive para a irrigação.

De acordo com o coordenador regional da Emater em Itabaiana, Paulo Emílio de Sousa, até agora já foram instalados quatro projetos de sistema de energia solar fotovoltaica no sistema on grid, ou seja, ligado diretamente na rede de energia elétrica, garantindo o atendimento às necessidades das propriedades, e também gerando bônus para descontar em outras unidades de consumo dos agricultores. Os municípios beneficiários são Ingá, Mogeiro, São Miguel de Taipu, Gurinhém e Itatuba. Atualmente, há cinco projetos em processo de elaboração, envolvendo recursos da ordem de R$ 170.000,00.

Paulo lembrou que todos os projetos instalados e ou em fases de implantação e de  elaboração de orçamentos em Itabaiana e em outras regiões administrativas do Estado, integram acordo de cooperação firmado em maio de 2016 pelo Governo do Estado com o Banco do Nordeste e a Gestão Unificada, vinculada à Secretaria do Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca, cuja finalidade é fortalecer e inserir de maneira sustentável o uso da irrigação utilizando sistemas solares fotovoltaicos na agricultura familiar.

Na avaliação do presidente da Gestão Unificada, Nivaldo Magalhães, o projeto tem gerado desenvolvimento e renda no campo: “Isso tem garantido melhores condições de produção, menos custos e mais lucratividade às famílias agricultoras”, enfatizou.

O acordo de cooperação com o BNB tem vigência de dois anos, podendo ser renovado por no máximo cinco anos, e cabe à Emater a elaboração e encaminhamento ao banco de todos os projetos técnicos de financiamento, que acontecem de acordo com as demandas dos agricultores familiares.

Palestra – “Energia Solar Fotovoltaica, uma realidade na Paraíba” é o tema das palestras que o coordenador regional da Emater em Itabaiana está ministrando para agricultores familiares paraibanos e de outros estados. A última ocorreu recentemente na Câmara Municipal de Ferreiros-PE, durante o 1º Workshop Energia Sustentável para a Agricultura Familiar, promovido pelo Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA).
Compartilha via Whatsapp

Sobre TV AgoraPB

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook