Maternidade Frei Damião ultrapassa 14 mil atendimentos em 2017 e se consolida como Hospital Amigo da Mulher

A Maternidade Frei Damião, que compõe a rede hospitalar estadual, ultrapassou os 14 mil atendimentos em 2017. De janeiro a novembro, foram registrados 14,2 mil atendimentos, destes 3,3 mil partos realizados, sendo 60% natural e 40% cesárea.

A unidade de saúde tem prestado relevantes serviços às mulheres e aos bebês paraibanos, sendo referência no atendimento às gestantes de alto risco e às mulheres vítimas de violência sexual.

A maternidade, que já era certificada como Hospital Amiga da Criança, em reconhecimento aos trabalhos e ações pela universalização do acesso e qualificação dos serviços de saúde da mulher, foi contemplada, em julho deste ano, com o Diploma de Menção Honrosa – Prêmio Dr. Pinotti – Hospital Amigo da Mulher, concedido pela Câmara dos Deputados, por intermédio do deputado federal Luiz Couto.

Para a diretora administrativa da Maternidade Frei Damião, Morgana Queiroga, “o ano de 2017 foi promissor e também de muitos desafios para a unidade de saúde, que conseguiu cumprir todas as metas estabelecidas em relação ao cuidado assistencial com a saúde da população paraibana. O atendimento humanizado, ofertado pela maternidade é realizado por uma equipe de saúde multiprofissional integrada e comprometida em contribuir para um acolhimento cada vez mais digno e humano”, destacou Morgana.

Entre os serviços ofertados, a unidade de saúde dispõe do acolhimento com classificação de risco; alojamento Canguru; Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) maternas e neonatais; Programa de Assistência às Mulheres Vítimas de Violência Sexual (PAMVVS); Projeto Rede Cegonha; agência transfusional, além de assistência odontológica, fisioterapêutica e fonoaudiológica nas UTIs e o serviço de ambulatório, onde acontecem os serviços de planejamento familiar e pré-natal de alto risco.

Ainda fazem parte do rol de serviços os testes do pezinho, da orelhinha e da linguinha, além do laboratório de análises clínicas; controle de infecção hospitalar e ouvidoria.

A maternidade também dispõe do serviço de acompanhamento aos recém-nascidos prematuros durante os primeiros 12 meses de vida, com pediatras, enfermeiros, neurologistas, oftalmologistas, fisioterapeutas e fonoaudiólogos.

Histórico – A unidade de saúde, que este ano completou 31 anos, foi construída com recursos estaduais e inaugurada em 26 de outubro de 1986. O nome da maternidade foi escolhido pela própria comunidade de Cruz das Armas que era devota do frade Frei Damião, na época era considerado um santo vivo.

Referência – O hospital é composto por aproximadamente 800 funcionários é referência para os 223 municípios paraibanos e ainda atende cidades pertencentes a estados vizinhos, a exemplo, do Rio Grande do Norte e Pernambuco.

Estrutura – O serviço conta com 57 leitos, entre eles 36 obstétricos, distribuídos em nove enfermarias, seis de Unidade de Tratamento Intensivo Neonatal (Utin), cinco de Unidade de Cuidados Intermediários Convencional (UCINCo), quatro de Unidade de Cuidados Intermediários Canguru (Ucinca) e seis de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI materna).

Compartilha via Whatsapp

Sobre TV AgoraPB

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook