Comércio de Santa Rita se aquece com décimo terceiro e salários em dia

O pagamento em dia do funcionalismo público alavanca a economia dos municípios. Em Santa Rita, o décimo terceiro dos servidores municipais, somado à folha mensal, está aquecendo o comércio local neste final de ano.

A gratificação natalina (paga pela Prefeitura no último dia 15) e as folhas de novembro e dezembro representam a injeção de cerca de R$ 27 milhões na economia do município num período de 30 dias. Este montante tem um impacto considerável, especialmente porque nos últimos três anos o décimo terceiro não era pago em dezembro pelos gestores, o que se refletia diretamente no comércio local.

No ano passado, por exemplo, o problema era ainda maior. A falta de pagamento atingiu também as folhas de outubro, novembro e dezembro dos trabalhadores, aposentados e pensionistas do município, paralisando quase que completamente o desempenho do volume de compras e de vendas.

Os especialistas explicam esta matemática simples: os salários circulam o dinheiro porque aumentam o consumo, que faz com que empresas produzam mais, gerando emprego, riqueza e tributos. “Assim, o setor comercial e de serviços numa cidade como Santa Rita sofre influência diretamente das políticas de administração e gestão municipal”, explica o secretário Nailton Ramalho, da pasta de Finanças. 

O reflexo do pagamento em dia do funcionalismo municipal desde janeiro se vê num comércio mais otimista. Nesta época do ano, quando se intensificam as compras por conta das festas natalinas, as vendas devem superar as registradas em anos anteriores, conforme relata o comerciante Antonio Florencio. “Neste mesmo período em 2016, muita gente estava numa decadência financeira, com muitas contas atrasadas e sem esperança nem expectativa de fazer uma ceia de Natal. Com o pagamento da Prefeitura em dia, este ano está sendo diferente e a gente, do comércio, sente esta diferença”, opinou.

A servidora pública municipal Fernanda Omena ainda não fez as compras de final de ano, mas já está se preparando para visitar o comércio local. Com o décimo terceiro na conta, ela diz que pretende usar o dinheiro para trocar itens do mobiliário de casa, comprar roupas e produtos para a ceia natalina. “Este ano a gente vai ter Natal. Estamos animados porque ano passado o clima era de tristeza, foi o ano do terror pra gente, que é servidor público do município. Mas vamos terminar 2017 com a segurança de que podemos honrar nossos compromissos e com a esperança de dias melhores”, afirmou.

Compartilha via Whatsapp

Sobre TV AgoraPB

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook