26 universitários recebem certificado do projeto 'Aprendiz de Vereador' 2017

Os 26 estudantes que participaram do projeto 'Aprendiz de Vereador', coordenado pela Escola do Legislativo Celso Furtado da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), receberam, na manhã desta sexta-feira (15), os certificados de conclusão do estágio visita de 2017. O projeto, que tem como base a aproximação do meio acadêmico ao Parlamento Municipal, teve início em outubro e com um total de três turmas.
Compuseram a mesa da cerimônia os vereadores Lucas de Brito (Livres) e Humberto Pontes (Avante); o presidente da Escola do Legislativo da Casa, Paulo Eduardo de Sá Barreto; o supervisor de estágio e assessor parlamentar, Diógenes de Sá de Lima; e os aprendizes Pedro Chaves e Tatiana de Lima Bezerra. Também participaram da solenidade os vereadores Bruno Farias (PPS) e Thiago Lucena (PMN).

Foram 70 inscrições no total, 30 classificados e 26 concluintes dos estágios distribuídos entre os gabinetes dos vereadores Bruno Farias (PPS), Damásio Franca (PP), Humberto Pontes, João Almeida (SD), Lucas de Brito, Sandra Marrocos (PSB) e Thiago Lucena (PMN). Os aprendizes puderam desenvolver atividades supervisionadas junto à Escola do Legislativo, vereadores e profissionais dos gabinetes parlamentares, por duas semanas, contabilizando 40 horas de estágio.

Eles vivenciaram os bastidores do parlamento, durante o qual foram passadas orientações sobre o funcionamento do processo legislativo, por meio da elaboração de leis e ações que visem a dar visibilidade aos projetos elaborados por eles.

O presidente da Escola do Legislativo da CMJP, Paulo Eduardo de Sá Barreto, agradeceu aos vereadores, servidores da Casa e aos aprendizes participantes do projeto. “É com muita alegria que a Escola encerra as atividades com essa cerimônia. A essência da Escola é poder qualificar a Câmara e estabelecer laços com a sociedade, tivemos a formação profissional e a aproximação da Casa com entidades de ensino superior. Dessa forma, os vereadores também aprenderam com as 26 pessoas que passaram por aqui. Foi novidade para os gabinetes e a CMJP ganhou muito com isso. Agradeço às 26 pessoas que depositaram confiança no projeto, aos vereadores que participaram e aos servidores. Sem o comprometimento dos gabinetes, esse projeto não existiria”, confessou.

Para o vereador Humberto Pontes, que teve seis aprendizes em seu gabinete, foi uma troca de experiências em que a cidade saiu ganhando. “Este é um momento de agradecimento e reconhecimento. Agradeço a Deus por esta oportunidade de compartilhar com estes jovens e reconhecer esse trabalho tão importante. Sou um jovem aprendiz como vocês, a diferença é que tenho mandato. Compartilhei meu conhecimento com o de vocês e essa troca foi muito boa. Eu só tenho a agradecer, pois nosso gabinete enriqueceu com a presença de vocês. O estágio terminou, mas as portas continuam abertas para o diálogo, sugestões e ideias inovadoras dos jovens para fazer esse mandato conosco e trazer o que for bom para a cidade”, declarou.

Estagiário da primeira turma do projeto, Pedro Chaves parabenizou o vereador Lucas de Brito pela ideia de realização do projeto na Casa e destacou os pontos positivos encontrados. “O programa foi, é e tem tudo para continuar sendo um sucesso. É importante o engajamento da população, porque a gente como cidadão, às vezes, não sabe o que a Prefeitura e a Câmara estão fazendo. E agora nós podemos fazer com que esse conhecimento possa ser multiplicado. É importante tirar o preconceito do debate político da roda de conversa de nossas famílias. Parar de reclamar e sugerir. Quebrar a barreira da entrada do cidadão comum na política, e esse programa diminui muito essa barreira”, elencou.

O vereador que implantou o projeto na Casa, o vice-presidente da CMJP, Lucas de Brito, destacou que o projeto surgiu em 2015 quando ele decidiu voltar à academia para cursar Mestrado. “Aquele ato de voltar a estudar arejou as minhas ideias e me fez trazer para a Casa temas mais atuais e contemporâneos. A gente precisa casar a academia e a política. É dentro da universidade que se produz o conhecimento que muda as pessoas e nossa sociedade”, afirmou.

Lucas de Brito ainda observou duas características peculiares ao desenvolvimento do programa no gabinete. “A primeira foi que nosso mandato melhorou bastante em razão da contribuição dos aprendizes. A segunda foi que a cidade estava ganhando participação política, o cidadão estava dentro da Câmara, fazendo política conosco. Com isso, tínhamos transparência, pois os olhos da cidade estavam aqui, verificando o trabalho que nós estávamos prestando à cidade. Também ficamos muito felizes de termos visto o crescimento dos aprendizes enquanto cidadãos.
Participaram do projeto os estudantes Alexandre Ítalo Silva Leite de Andrade, Sérgio Stênio Andrade Feitosa, Washington José De Souza Filho, Bruna Brandão Medeiros, Isabela Camargo Sodré, Maykon Pereira Ferreira Finizola, Talissa Morais de Figueiredo, Tatiana de Lima Bezerra, Waldir Henrique Silva Batista, Bruno de França Santos Pessoa, Anna Karla da Silva Brisola, Bruna Lins Tavares Moura, Jacy Maria de Melo, Jadson Kléber Lustosa Ribeiro da Silva, Josenildo Galdino da Silva, Kirvin Ramalho Lucena, Lettycia Amithys da Silva Santana, Márcio Cardoso de Jesus, Pedro Marcos dos Santos Chaves, Tathiana Lacerda Alcón, Vinícius Santos de Andrade Lima, Yara Madeira Pires, Severino Gonçalves Chaves Netto, Diego Henrique Alves da Silva, Henrique Augusto Chacon da Silva e Michael Bruno de Sousa.


Compartilha via Whatsapp

Sobre TV AgoraPB

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook