Saúde prepara atividades para o Dezembro Vermelho

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) fará a campanha do Dezembro Vermelho com o tema ‘O que os olhos não veem, a saúde sente: HIV não tem cara, não tem cura, tem tratamento e prevenção’. O mês marca a mobilização contra o HIV/Aids e doenças sexualmente transmissíveis.
Na campanha estão programadas palestras, distribuição de material informativo e de preservativos, oferta de teste rápido de HIV em locais de grande circulação de pessoa, assim como o encaminhamento para atendimento em serviços de referência.
“A Aids é uma doença que ainda não tem cura. A prevenção é o melhor remédio e, infelizmente, a população em geral esquece de se prevenir. A cada ano que passa, aumenta o número de jovens com HIV/Aids e, diferente do que muitos pensam, a doença ainda mata na Paraíba. Até então, somente este ano, tivemos uma média de 120 óbitos no Estado”, informou a gerente operacional das IST/Aids e Hepatites Virais da SES, Ivoneide Lucena.
Ações – As atividades começam nesta sexta-feira (1), Dia Mundial de Luta Contra a Aids. Em João Pessoa, no Complexo Hospitalar Clementino Fraga, referência no tratamento de HIV/Aids na Paraíba, a partir das 7h haverá distribuição de material educativo, preservativos e serão disponibilizados testes rápidos para diagnóstico de HIV.
Às 9h, será realizada uma palestra na sala de espera dos consultórios médicos sobre como prevenir IST/HIV/Aids, com a professora Rosa Maria Carvalho e aluno de uma escola de enfermagem local.
As atividades seguem pelo dia inteiro e, a partir das 13h, os usuários terão acesso a outra palestra na sala de espera dos consultórios, ministrada pela professora Maria Luiza Vieira da Silva. O médico infectologista Fernando Chagas também deverá proferir palestras e orientações sobre o tema. A ‘Cia da Saúde e do Sorriso’ do Clementino Fraga também levará toda sua irreverência ao evento. Um cardápio especial será preparado para os usuários do hospital que será servido no lanche da tarde.
Também na sexta-feira, das 8h às 11h, na sede do Detran-PB, em Mangabeira, uma equipe do Clementino Fraga vai disponibilizar aos usuários testes rápidos para diagnóstico de HIV, distribuição de material informativo e kits com preservativos.

No sábado (2), a partir das 8h, um veículo estará no Parque da Lagoa, com o ‘Laço Itinerante’, representando o ‘Dezembro Vermelho’, mês de luta contra a Aids. As equipes também devem distribuir materiais educativos e preservativos. Já no domingo (3), o ‘Laço Itinerante’ e as equipes do CHCF estarão, a partir das 7h, no Busto de Tamandaré, fazendo o trabalho educativo e informativo. A programação continua na segunda-feira (3) e terça-feira (4) no Clementino Fraga, com as ações de distribuição de preservativos, informativos e oferta de testes rápidos.

Na terça-feira (4), no auditório do Centro Formador de Recursos Humanos (Cefor-PB), das 8h às 16h30, acontece o I Encontro de CTAS E SAES da Paraíba: Fortalecendo a Rede de Cuidados para pessoas com Hiv/Aids e Tuberculose. Participam representantes de 29 municípios paraibanos prioritários para sífilis, HIV/Aids e Hepatites Virais.

Dados – Em 2017, até o momento, foram registrados 276 novos casos de Aids. Em 2016, foram registrados 378 casos de Aids e em 2015 foram 460 casos.

Com relação aos óbitos, quatro pessoas morreram com Aids este ano. Já em 2016, foram três mortes de pessoas com Aids e em 2015 foram 14 óbitos de pessoas com Aids. Veja mais nas tabela abaixo:

Número de Casos de HIV/Aids por ano de diagnóstico e município de residência no Estado da Paraíba
Mun Resid PB
HIV
AIDS
ÓBITO
TOTAL
2007
24
269
14
307
2008
13
297
15
325
2009
24
328
7
359
2010
39
372
4
415
2011
64
363
11
438
2012
68
442
6
516
2013
110
405
4
519
2014
196
439
6
641
2015
360
460
14
834
2016
493
378
3
874
2017
434
276
4
714
Total
1825
4029
88
5942













2015
Masculino
Feminino
Total
HIV
252
108
360
AIDS
342
118
460
ÓBITO
8
6
14
Total
602
232
834
2016
Masculino
Feminino
Total
HIV
353
140
493
AIDS
285
93
378
ÓBITO
2
1
3
Total
640
234
874
2017
Masculino
Feminino
Total
HIV
303
131
434
AIDS
201
75
276
ÓBITO
2
2
4
Total
506
208
714

Fonte: Sinan NET,  13/11/2017

Dezembro Vermelho – Transformar o 1º de dezembro em Dia Mundial de Luta Contra a Aids foi uma decisão da Assembleia Mundial de Saúde, em outubro de 1987, com apoio da Organização das Nações Unidas (ONU). A data serve para reforçar a solidariedade, a tolerância, a compaixão e a compreensão com as pessoas infectadas pelo HIV/Aids. A escolha dessa data seguiu critérios próprios das Nações Unidas. No Brasil, a data passou a ser adotada, a partir de 1988, por uma portaria assinada pelo Ministério da Saúde.

O laço vermelho é visto como símbolo de solidariedade e de comprometimento na luta contra a Aids. O projeto do laço foi criado, em 1991, pela Visual Aids, grupo de profissionais de arte, de New York, que queriam homenagear amigos e colegas que haviam morrido ou estavam morrendo da doença.

Compartilha via Whatsapp

Sobre Redação AgoraPB

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os leitores que quiserem fazer algum comentário, devem estar logados no facebook, clicar em Like e escrever na caixa de texto que se abrirá automaticamente.