Polícia realiza Operação ‘Cristiana Ataíde’ e prende homicida em Campina Grande

Investigações realizadas pela Polícia Civil da Paraíba, por meio da Delegacia Especializada em Crimes Contra a Pessoa, de Campina Grande, resultaram na Operação Cristiana Ataíde. A ação teve início nas primeiras horas desta quarta-feira (8), com o objetivo de cumprir mandado de busca e apreensão domiciliar e efetivar a prisão de Ermerson Martins de Lima, apontado como autor de um homicídio, ocorrido no distrito de Galante, em Campina Grande, no Agreste paraibano, onde também aconteceu a prisão.

De acordo com informações da delegada de Polícia Civil, Ellen Maria, no dia 13 de outubro deste ano, por volta das 17h, a equipe plantonista da Delegacia de Homicídios recebeu um chamado sobre a localização de uma ossada do sexo feminino, que estava enterrada em uma cova rasa na BR-230, proximidades da entrada para o distrito de Galante, local onde estava também uma lâmina de um instrumento semelhante a um punhal, quando então foram iniciadas investigações para identificação da vítima e circunstâncias de sua morte.

Ainda segundo a Polícia, após levantamentos iniciais e denúncias pelo telefone 197, Disque Denúncia da Secretaria da Segurança e Defesa Social, houve a descoberta de que a ossada encontrada provavelmente seria de Cristiana Ataíde dos Santos, moradora da cidade de Santa Rita, região metropolitana de João Pessoa, capital paraibana.  Ela foi morta em junho deste ano, quando desapareceu da sua cidade, conforme registro de ocorrência policial. Após reconhecimento de pertences pessoais que estavam no local, como pulseira, sandálias e roupas, por parte de familiares, houve a confirmação preliminar de que a ossada seria de Cristiana.

Após investigações mais aprofundadas, chegou-se ao autor do fato, Ermerson Martins, ex- companheiro da vítima. O suspeito teria marcado um encontro com ela exatamente nas proximidades da entrada para o distrito de Galante, rodovia BR-230, local onde teria possivelmente praticado o homicídio com uso de um punhal, o qual quebrou no local, inclusive a lâmina ainda permaneceu na localidade do crime, e terminou de matar Cristiana a pedradas, enterrando o corpo naquelas proximidades em uma cova rasa, cuja ossada foi parcialmente revelada pela ação do tempo.

Cristiana Ataíde tinha 24 anos e cinco filhos menores. Emerson confessou ter arquitetado o encontro e em seguida matado sua ex-companheira por ciúmes, acrescentando detalhes da execução da ex-mulher. Ele desferiu três golpes de faca no pescoço da vítima e ainda usou uma pedra para ferir a cabeça dela. Ele foi levado para Carceragem da Central de Polícia, no bairro do Catolé, onde aguarda decisão judicial.

Compartilha via Whatsapp

Sobre TV AgoraPB

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook