Jovem em cumprimento de medida socioeducativa conquista Prêmio João Balula na categoria vídeo

Um jovem em cumprimento de medida socioeducativa acaba de vencer o prêmio estadual de Educação para Equidade Racial - João Balula, na categoria vídeo. R.S., que fez um rap abordando o tema, é aluno do 3° ano do ensino médio da Escola Cidadã Integral Almirante Saldanha, no Centro Educacional do Jovem – CEJ.

O prêmio, que homenageia o ativista na luta contra o racismo e carnavalesco João Balula, foi lançado pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Educação (SEE). A solenidade de premiação ocorrerá na próxima segunda-feira (20), às 13h30, no Centro de Formação de Educadores Professora Elisa Bezerra Mineiros, em Mangabeira.

O concurso destinado a estudantes do ensino médio da rede estadual teve o objetivo de estimular e fortalecer a reflexão crítica na educação, por meio de fotografias e documentários sobre as relações étnico-raciais na Paraíba. O jovem privado de liberdade foi orientado pela coordenadora pedagógica do CEJ, Flávia Tavares Gomes, que é também sua ‘tutora’ e pelos professores Thiago Brandão e Hector Romam, a participar do certame, no qual saiu vencedor.

“R.S. se empoderou do conhecimento envolvendo a temática e compôs um rap falando sobre a importância de João Balula na luta contra o racismo em João Pessoa. O vídeo foi considerado pela comissão avaliadora do concurso destaque em sua categoria. Além de receber o certificado e medalha como premiação, R.S. será também contemplado com um notebook para viabilizar seus estudos. Ao ser informado que venceu o concurso, ele comemorou e agradeceu muito. Esse prêmio é um marco para a Escola Cidadã Integral Almirante Saldanha que atua nas unidades de medidas socioeducativas do Estado da Paraíba.

A coordenadora pedagógica Flávia Tavares disse que o prêmio é uma conquista enorme para o socioeducando e um exemplo para ser seguido pelos demais colegas. Ela agradeceu o apoio do diretor da unidade, Darcywendow Lacerda, a Noaldo Meireles, presidente da Fundação Desenvolvimento da Criança e do Adolescente ‘Alice Almeida’-Fundac, à Secretaria do Estado da Educação (SEE) e à Secretaria do Desenvolvimento Humano(Sedh).

Para o diretor da Escola Cidadã Integral Almirante Saldanha, Paulo Ferreira, foi uma honra  o socioeducando se destar em meio a vários outros competidores. Ele parabenizou R.S. pela conquista bem como a coordenadora pedagógica da unidade pelo esforço e iniciativa em inscrever o jovem e aos demais professores envolvidos ao destacar o protagonismo do R.S.

Compartilha via Whatsapp

Sobre TV AgoraPB

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook