Governo do Estado realiza mutirão de cirurgias de catarata em Queimadas

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde, realiza até este sábado (11), no Hospital Geral de Queimadas, mutirão de cirurgias de catarata. A ação começou na quinta-feira (9), com previsão de serem realizadas 210 cirurgias, beneficiando pacientes de 15 municípios da região, incluindo Campina Grande. O objetivo do mutirão de cirurgias é agilizar os procedimentos em pacientes que estão na fila de espera.
As cirurgias são realizadas por uma equipe de oftalmologistas do governo estadual – Daniel Stroff, Sydney França, Claudenir Gambarra, Whelita Conceição, Ronaldo Ventura e Dênis Vitorino. Será beneficiado com as cirurgias todo paciente cadastrado que tem indicação para procedimento. É necessária a realização de exames pré-operatórios e laudo cirúrgico.
Segundo a diretora geral do Hospital de Queimadas, Samara Farias Aguiar, o mutirão de cirurgias de catarata busca minimizar a fila de espera do SUS e garantir uma melhor qualidade de vida à população que precisa dos procedimentos.
“O Governo do Estado, mais uma vez, se mostra sensível e preocupado com a saúde da população. Esse é um momento único. É satisfatório ver nos olhos a alegria daqueles que por muitos anos não conseguiam enxergar com nitidez. Tenho certeza que alcançamos os objetivos desejados, minimizando o sofrimento de muitos, trazendo assim melhor qualidade de vida para a população paraibana”, disse.
Segundo a gerente de Regulação da SES, Selda Gomes, a iniciativa beneficia, de forma direta, a população idosa. “Os mutirões vêm atendendo às necessidades dos usuários, buscando devolver a visão, principalmente, dos idosos, que a perdem devido a presença de catarata”, disse.
Números – Nos meses de agosto e setembro deste ano foram realizadas aproximadamente 500 cirurgias de catarata para moradores dos 24 municípios polarizados por Patos, no Hospital Regional da cidade, num valor de R$ 321.500,00.
Os mutirões ocorrem, anualmente, desde 2011, com recursos próprios do Governo do Estado. Já foram mais de 10 mil procedimentos e mais de R$ 7,5 milhões investidos. Selda lembra que, para se cadastrarem, os usuários devem procurar as Secretarias de Saúde dos seus municípios e, dessa forma, realizar a cirurgia gratuita.

Compartilha via Whatsapp

Sobre Redação AgoraPB

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os leitores que quiserem fazer algum comentário, devem estar logados no facebook, clicar em Like e escrever na caixa de texto que se abrirá automaticamente.