Cerest-Campina promove Fórum contra trabalho infantil em Queimadas

O I Fórum Municipal Contra o Trabalho Infantil: Desafios no Enfrentamento, foi realizado na manhã desta quarta-feira (22), na cidade de Queimadas/PB, de forma exitosa. O evento foi viabilizado através de uma parceria do Centro de Referência Regional em Saúde do Trabalhador de Campina Grande (CEREST-CG) e as Secretarias de Desenvolvimento Social, Educação e Saúde da Prefeitura de Queimadas; Ministério Público do Trabalho (MPT) e da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego na Paraíba (SRTE),

     Antes de ser iniciada a programação, o Prefeito de Queimadas, Carlinhos de Tião e a procuradora do MPT,  Marcela de Almeida Maia Asfora, foram agraciados com a Comenda Defensor da Criança e do Adolescente. O evento sediada no Sindicato dos Trabalhadores Rurais do Município de Queimadas, foi aberto oficialmente com a palestra da procuradora  Marcela de Almeida, que explanou sobre A Importância da Atuação Integrada dos Órgãos de Proteção dos Direitos da Criança e do Adolescente no Combate ao Trabalho Infantil.

       Trabalho precoce e suas consequências nas vidas das crianças e dos adolescentes, as piores formas do trabalho infantil, entre elas doméstico e a exploração sexual, foram destaques da palestra da Procuradora do MPT,  Marcela de Almeida. Ela fez uma alerta à sociedade no sentido de unir forças para  combater esta problemática que afeta milhares de crianças na Paraíba, no Brasil e no mundo.

       Vários outros temas voltados à situação do trabalho infantil foram abordados na oportunidade. Clóvis da Silveira Costa (auditor fiscal da SRTE),  abordou o tema: Prejuízos do Trabalho Precoce para a Saúde de Crianças e Adolescentes, destacando os efeitos negativos para as crianças e, por conseguinte, na fase adulta.

     Clóvis falou das condições precárias, equipamentos obsoletos e principalmente  das jornadas excessivas impostas às crianças e aos adolescentes, muitos deles vivendo em extrema situação de vulnerabilidade e de risco social.

         Durante sua explanação, a coordenadora do CEREST-CG, Anna Karla Souto Maior, chamou a atenção dos profissionais de saúde do município de Queimadas para a importância da notificação dos acidentes e outros problemas envolvendo crianças e adolescentes supostamente decorrentes de atividades laborais, sejam no ambiente urbano, doméstico ou rural. 

       Anna Karla apresentou a estrutura do CEREST e a funcionalidade de seus respectivos núcleos. Lembrou que órgão está à disposição para contribuir com ações voltadas a combater ou minimizar a problemática do trabalho infantil naquela região.

     Outras duas importantes palestras marcaram o evento. Anna Paula Batista dos Santos (técnica do PETI) falou da Importância da intersetorialidade no enfrentamento do trabalho infantil e Erivaldo Genuíno Lima (Coordenador Pedagógico do Município de Queimadas), abordou o tema: Os Impactos do Trabalho Infantil no Rendimento Escolar das crianças e dos adolescentes.

       Participaram do I Fórum Municipal Contra o Trabalho Infantil, profissionais de Saúde, da Educação e Desenvolvimento Social.  O evento foi prestigiado pelo coordenador do Fórum de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil e Proteção ao Trabalhador Adolescente na Paraíba (Fepeti), Dimas Gomes, além de representantes de outras instituições.


Compartilha via Whatsapp

Sobre TV AgoraPB

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os leitores que quiserem fazer algum comentário, devem estar logados no facebook, clicar em Like e escrever na caixa de texto que se abrirá automaticamente.