Câmara encerra segunda turma do 'Aprendiz de Vereador' deste ano

Mais dez alunos de cursos superiores de instituições universitárias da Capital, que participaram do projeto ‘Aprendiz de Vereador’, relataram suas experiências na tarde dessa sexta-feira (27). O encontro aconteceu no Auditório Fernando Milanez do Anexo II da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP). O projeto é uma iniciativa do gabinete do vereador Lucas de Brito que foi institucionalizada e está sendo coordenada pela Escola do Legislativo Celso Furtado da CMJP, e tem como base a aproximação entre o meio acadêmico e o parlamento municipal.

Participaram dessa turma os universitários Caio Lucas Cavalcante Nóbrega, Jacy Maria de Melo, Isabela Camargo Sodré, Jadson Kléber Lustosa Ribeiro da Silva, Lettycia Amithys da Silva Santana, Michael Bruno de Sousa, Renato Soares, Talissa Morais de Figueiredo, Washington José de Souza Filho e Yara Madeira Pires. Os estudantes atuaram nos gabinetes dos vereadores Lucas de Brito (PSL/Livres), Sandra Marrocos (PSB), Humberto Pontes (Avante), Bruno Farias (PP), Thiago Lucena (PMN) e Damásio Franca (PP).

Os aprendizes desenvolveram atividades supervisionadas junto à Escola do Legislativo, vereadores e profissionais dos gabinetes parlamentares, por duas semanas, contabilizando 40 horas de estágio. Eles vivenciaram os bastidores do parlamento mirim através do estágio-visita, durante o qual foram passadas orientações sobre o funcionamento do processo legislativo, por meio da elaboração de leis e ações que visem a dar visibilidade aos projetos elaborados por eles.

A estudante Yara Madeira Pires falou que vivenciou uma experiência exitosa e incrível ao conhecer como funciona o trabalho nos bastidores da Câmara e também ao contribuir com proposituras para a cidade. “É gratificante vermos nossas ideias fazendo parte do cotidiano da nossa cidade”, externou.

Os aprendizes de vereador Caio Lucas e Jadson Kleber disseram que perceberam a frustração em muitas vezes ver que ideias importantes de melhorias para cidade não podem ser efetivadas por razões diversas com a inconstitucionalidade e o vício de iniciativa.

Já Talissa Morais de Figueiredo deixou claro que viveu uma experiência única de poder participar do processo legislativo da Capital paraibana. “Participamos da elaboração de diversos requerimentos solicitando melhorias para nossa cidade e projetos de indicação com a criação do Restaurante Popular no Valentina Figueiredo, o nosso segundo bairro mais populoso. Sempre contamos com a atenção de todos, em destaque ao responsável pelo setor de Arquivo da Casa Marinésio Gonçalves que sempre foi muito atenciosos e solícito”, destacou.

O aprendiz Washington José de Souza Filho destacou as principais iniciativas com as quais colaborou como a melhoria do transporte coletivo para o Instituto Federal da Paraíba, a realização de uma audiência pública para discutir os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU) e a fiscalização sobre a frota extra de ônibus da Capital, prevista em lei que, segundo o aprendiz, não é cumprida.

O vereador Lucas de Brito (PSL) destaca a satisfação em ver que a segunda turma, assim como a primeira, consegue deixar um legado de produção de requerimentos, projetos de Indicação e de Lei para a Casa. Todos sugeridos e idealizados pelos estudantes que foram incorporados aos mandatos dos vereadores que recepcionaram os aprendizes de vereador.

“O projeto 'Aprendiz de Vereador' tem conseguido ampliar o grau de transparência da Câmara à medida que a própria sociedade vem para dentro da Casa Legislativa conhecer seu dia a dia. Também tem conseguido aumentar a nossa produtividade e a qualidade do trabalho produzido aqui, que cada vez mais se aproxima da realidade da Capital”, afirmou Lucas.

O parlamentar ainda destaca que o projeto tem servido para o crescimento recíproco. “Os estudantes crescem academicamente, profissionalmente, adquirindo novos conhecimentos em relação aos processo legislativo. E crescimento nosso também que podemos fazer mandatos cada vez melhores em favor do povo pessoense”, defendeu.

Entre as demandas apresentadas pelos universitários foi destaque a solicitação da implantação do estágio remunerado para os estudantes universitários nos diversos setores da CMJP. A iniciativa foi recebida pelo diretor da Escola do Legislativo da CMJP, Rômulo Santana, que salientou já haver uma previsão da criação deste instrumento para contribuir efetivamente na formação dos universitários da cidade.

As atividades do ‘Aprendiz de Vereador’ ainda serão desenvolvidas em mais um período com 11 universitários de 20 de novembro a 1º de dezembro.
Compartilha via Whatsapp

Sobre TV AgoraPB

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook