PMJP oferece curso gratuito de marcenaria que capacita profissionais para o mercado de trabalho

Aprender uma profissão, conquistar a independência financeira e ter sucesso. Foram com esses objetivos que, em março deste ano, 28 jovens e adultos da Capital iniciaram o curso de Marcenaria Básica oferecido gratuitamente pela Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes) da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP). Próximos da conclusão do curso, os futuros profissionais já vislumbram o mercado de trabalho.

No caso da estudante Jesley Santos Silva, de 31 anos, que antes de cursar marcenaria tentou seguir carreira nas áreas de administração e informática, o objetivo é montar o seu próprio negócio. “Eu não consegui me identificar com as outras áreas, pensei que o problema era comigo até descobrir a marcenaria. Terminando o curso eu já quero empreender, mesmo que seja na minha casa. Já faço planos até de como vou fazer para comprar as primeiras máquinas”, conta.

Jesley tem aulas três vezes por semana na Marcenaria Escola, que fica localizada na Rua Santa Bárbara, no Jardim Cidade Universitária.  A unidade, que é coordenada pela Diretoria de Economia Solidária Segurança Alimentar e Nutricional (Dessan), oferece aulas teóricas de marcenaria básica e acesso as ferramentas tecnológicas como Autocad e SketchUP, além de oficinas de legislação trabalhista, acidente de trabalho e o uso de equipamentos de Proteção (EPI).

De acordo com o coordenador e instrutor pedagógico da Marcenaria Escola, Vando Arruda, os alunos são preparados para saírem do curso prontos para o mercado de trabalho e com um diferencial: o preparo prático e teórico proporcionado pelo acesso de recursos sofisticados da marcenaria. “O SketchUP, por exemplo, que é um programa de computador que eles têm acesso aqui na escola, torna o profissional ainda mais capacitado. Através dele que se pode criar peças com mais precisão e a gosto do cliente”, disse o instrutor.

O curso de marcenaria é voltado principalmente para pessoas em situação de vulnerabilidade social, com idade superior a 16 anos e escolaridade comprovada a partir do 6º ano. Mas recebe, também, o público em geral, explica Vando Arruda. “A cada edição do curso, são abertas cerca de 50 inscrições. Mas iniciamos com 30 alunos divididos em duas turmas – manhã e tarde. Para isso, é feito um processo seletivo que prioriza a condição social da pessoa e o interesse na profissão”, observou.

O interesse do Gabriel Paulino Bulhões, de 18 anos, surgiu quando ele visitou a Marcenaria Escola apenas por curiosidade, na companhia do tio. “Eu pensei na oportunidade de aprender uma profissão”, conta o jovem. “Depois eu me inscrevi e, graças a Deus, estou cursando, bem perto de concluir. Eu, inclusive, já fabrico algumas peças em casa que as pessoas encomendam. Eu quero seguir na marcenaria, com toda a dedicação que eu tenho, eu acho que não vai ser tão difícil arrumar emprego na área”, projeta Gabriel.

As peças produzidas pelos alunos durante o curso de marcenaria complementam o mobiliário da Prefeitura Municipal de João Pessoa, além de servir, também, entidades assistenciais com função social na cidade.

Compartilha via Whatsapp

Sobre Redação AgoraPB

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os leitores que quiserem fazer algum comentário, devem estar logados no facebook, clicar em Like e escrever na caixa de texto que se abrirá automaticamente.