Moradores do condomínio Vista Verde ocupam galerias da CMJP contra desapropriação

Os moradores do condomínio Vista Verde, localizado no Bairro das Indústrias, estiveram nas galerias da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), na sessão ordinária da manhã desta quarta-feira (25), para protestar contra ação de desapropriação que atingirá 398 famílias, cerca de 1.500 pessoas que hoje lá vivem.

Segundo o vereador Marcos Henriques (PT), é um problema sério que afeta as famílias há dois anos. “Os que vivem no Vista Verde vêm passando por um problema muito sério. Enfrentam problemas gerados por ações de construtoras que estão querendo desalojá-los. Precisamos intermediar e tentar resolver o problema dessa comunidade”, afirmou.

O líder da bancada da situação na Casa, Fernando Milanez (PTB), disse que a Prefeitura não foi a autora da desapropriação. “Esse caso não teve a interferência da gestão municipal. É um caso específico da Caixa Econômica com a Política Federal. Nós não temos gerência sobre a Caixa Econômica. Mas quero ajudar, podemos dialogar com a Prefeitura para saber se as famílias já têm inscrição no programa de habitação e tentar construir uma alternativa viável para todos”, ressaltou o líder.

Segundo Ivonete Gomes e Ivanildo Soares, porta-vozes dos moradores, as obras do condomínio estão abandonadas há quatro anos e lá funcionava como ponto de drogas antes da ocupação. “Colocamos água, energia, esgotamento, não foi o ideal, mas foi o que conseguimos fazer com o que tínhamos. Esperamos uma solução por parte da Prefeitura, não podemos ser tratados como cachorros e sermos despejados assim”, confessou Ivonete Gomes.

Marcos Henriques propôs a formação de uma comissão para discutir o problema. “Temos que conversar e debater como a Prefeitura pode ajudar e ir no foco do problema, e nós, enquanto agentes políticos, podemos ajudar”, sugeriu.

Tibério Limeira ocupou a tribuna da Casa e pediu serenidade no tratamento do assunto. “É importante que a gente proceda com serenidade, sentar para achar a melhor solução. Ninguém quer que as famílias percam o direito à moradia, mas existem regras para a habitação popular. No entanto, com diálogo e intermediação, a Prefeitura vai cumprir o seu papel”, acredita.

A vereadora Raíssa Lacerda (PSD) também ocupou a tribuna da CMJP e ofereceu todo apoio aos moradores do Vista Verde.
Compartilha via Whatsapp

Sobre Redação AgoraPB

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os leitores que quiserem fazer algum comentário, devem estar logados no facebook, clicar em Like e escrever na caixa de texto que se abrirá automaticamente.