Engenho em que José Lins do Rêgo nasceu é atração no interior da Paraíba

As pessoas que quiserem conhecer um pouco mais do tempo em que os engenhos de açúcar eram parte fundamental da engrenagem que girava a economia brasileira, sobretudo no Nordeste, tem uma boa opção de visitação na cidade de Pilar, na Zona da Mata da Paraíba, a 65 km de João Pessoa. De quebra, dá para fazer um passeio rápido pela vida de um dos maiores escritores do país, o menino de engenho, José Lins do Rêgo. O local para ter essas experiências é o Engenho Corredor, onde José Lins nasceu e viveu parte da infância. 

O Engenho Corredor foi quase todo restaurado e possui diversos móveis e objetos originais que eram utilizados no século XIX (19). Segundo a proprietária do local e organizadora das visitas, Alba Vieira Soares, o lugar está aberto para visitas. 

“O engenho está quase todo restaurado, eu diria que 90%, só falta ajeitar a coberta do local. Mas nós já estamos recebendo visitas há três anos e quem quiser conhecer é só marcar. As visitas acontecem de manhã e de tarde”, disse Alba. 

O Engenho Corredor foi construído no século XIX pelo coronel José Lins, avô de José Lins do Rêgo. O engenho também é conhecido como “Santa Rosa”, nome que o escritor traz nas suas obras quando se refere ao local. O visitante que for lá vai conhecer a casa grande, casa do coronel, garagem, senzala, barracão, casa de purgar e o engenho onde se fabricava açúcar e rapadura. 

Para agendar uma visita basta entrar em contato com a proprietária via whatsapp, pelo número 987879705. Os passeios acontecem de segunda à sexta pela manhã, das 8h às 11h, e no turno da tarde, das 13h às 15h. 



Portal Correio
Compartilha via Whatsapp

Sobre Redação AgoraPB

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os leitores que quiserem fazer algum comentário, devem estar logados no facebook, clicar em Like e escrever na caixa de texto que se abrirá automaticamente.