Diferença no preço do gás de cozinha se mantém em R$ 10,00; água mineral não sofre alteração

Pesquisa comparativa de preços para o gás de cozinha na Capital realizada pela Secretaria Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor, no dia 25 de outubro de 2017, verificou que o menor e o maior valores não sofreram alteração desde o verificado no levantamento do dia 28 de setembro: R$ 55,00 e R$ 65,00, respectivamente, diferença de R$ 10,00. A água mineral também não registrou alteração, oscilando entre R$ 6,00 e R$ 10,00.

O levantamento atual de preços para o gás de cozinha, realizado em 17 estabelecimentos distribuídos em 15 bairros de João Pessoa, encontrou os menores valores nos seguintes pontos de revenda: Beto Gás (Monsenhor Magno) e Neto Gás (Bancários).

Quanto ao maior preço, está sendo praticado nos seguintes locais; Depósito Pecorelli (Jaguaribe); Posto Bancários (Bancários); Mercadinho Pedro Gondim (Pedro Gondim,); Gravatá Gás (Valentina I); e Posto Ale (Bairro da  Indústrias). Foram pesquisados valores do produto das marcas Brasilgás, Liquigás, Supergasbras, Nacional Gás e Ultra Gás.  

Água mineral - A pesquisa de preços para o garrafão de 20 litros da água mineral nos pontos de revenda de Capital, também constatou que não houve alteração para o menor e maior valores, que continuam a ser praticados a R$ 6,00 e R$ 10,00, respectivamente, os mesmos verificados no levantamento do dia 13 de setembro último.

O maior preço foi encontrado na marca Indaiá, R$ 10,00 e, o menor, R$ 6,00, nas marcas Sublime e Platina, diferença de R$ 4,00. A maior variação está em 33,3% e, a menor, em 16,7%. Por marca, os valores estão da seguinte forma: Indaiá, entre R$ 8,00 e R$ 10,00; Itacoatiara, entre R$ 6,50 e R$ 8,00; Sublime, entre R$ 6,00 e R$ 8,00; e Platina, entre R$ 6,00 e R$ 7,00.

Estabilidade - De acordo com Helton Renê, secretário do Procon-JP, o menor e o maior preços estão estabilizados neste último mês, tanto para o gás de cozinha quanto para a água mineral, mas a pesquisa comparativa é importante porque o consumidor se mantém informado. "Constatamos que os preços intermediários dos dois produtos sofreram alguma alteração para mais, porém, dentro da normalidade e da previsão do aumento anunciado pelo Governo Federal".

 A pesquisa do Procon-JP levantou preços do gás de cozinha e da água mineral nos seguintes estabelecimentos: Depósito do Beto (Monsenhor Magno); Brito Distribuidora (Expedicionários); Posto Expressão (Jaguaribe); Depósito Pecorelli (Jaguaribe); 3G Bebidas, Gás e Água (Mangabeira I); Posto ALE (Bairro das Indústrias); Hugo Gás (Geisel); Mercadinho Pedro Gondim (Pedro Gondim); Depósito D’Almir (Bairro dos Estados); Nunes Gás (Bancários); Unigás (Geisel); Mercadinho Pontes (Jardim Planalto); Depósito do Neto (Alto do Mateus); Posto Bancários (Bancários); Gravatá Gás (Valentina I); Isaquiel Gás (Miramar).

Para acessar a pesquisa completa acesse o portal da prefeitura de João Pessoa, através do link http://midi.as/AguaEgas e w ww.proconjp.pb.gov.br 

Compartilha via Whatsapp

Sobre Redação AgoraPB

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os leitores que quiserem fazer algum comentário, devem estar logados no facebook, clicar em Like e escrever na caixa de texto que se abrirá automaticamente.