Conferência Estadual de Vigilância em Saúde é aberta e discute propostas de melhorias do SUS

A Conferência Estadual de Vigilância em Saúde foi aberta oficialmente nesta terça-feira (10), no Teatro Paulo Pontes, Espaço Cultural, na capital, com a presença de várias autoridades nacionais, estaduais, municipais, gestores, trabalhadores de saúde e usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). O evento está sendo realizado pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), junto com o Conselho Estadual de Saúde (CES), e ocorre até esta quarta-feira (11). Após a abertura oficial pela manhã, foram realizados os trabalhos em grupo e às 17h, o lançamento do livro “Gestão do SUS na Paraíba”.

O objetivo da Conferência é discutir as 2.280 propostas elaboradas durante as 57 conferências municipais, regionais ou de consórcio, que envolveram 1.710 pessoas e 216 municípios (98,86% dos municípios paraibanos), para propor a consolidação da Política Nacional de Vigilância em Saúde.

“Quero deixar registrado o esforço do Governo do Estado em realizar esta Conferência num momento em que o cenário é de total adversidade política e econômica. Mas o empenho vem por compreender que o evento será um importante espaço de discussão para a construção de melhorias do SUS”, disse a secretária de Estado da Saúde, Claudia Veras.

“Todos os agravos de saúde precisam de vigilância. Daí a importância de se realizar um evento desta magnitude, envolvendo todos os municípios paraibanos”, declarou o presidente do Conselho Estadual, Eduardo Cunha.

Das 2.280 propostas, serão elencadas 12 e eleitos 36 delegados para a Conferência Nacional, que será no período de 28 de novembro a 1º de dezembro, em Brasília. Dos 36 delegados, 18 são usuários do Sistema Único de Saúde (Sus); nove são trabalhadores de saúde e nove são gestores e prestadores de serviços.

Iber Câmara representou os usuários durante a solenidade de abertura. “A nossa expectativa é que aqui sejam discutidas políticas que venham ampliar ainda mais o nosso SUS”, falou.

O tema central das Conferências é “Vigilância em saúde: direito, conquista e defesa de um SUS público de qualidade”, tendo como eixo principal “Política Nacional de Vigilância em Saúde e o fortalecimento do SUS como direito à proteção e promoção a saúde do povo brasileiro”.

Logo após a abertura oficial, foram realizadas três mesas redondas: “Vigilância em Saúde: direito, conquista e defesa de um SUS público de qualidade”, com Dr. Pedro Ivo Sebba, da Anvisa;  “O olhar da Vigilância em Saúde para nortear as ações da Atenção em Saúde”, com a Dra. Jória Viana Guerreiro - Professora do Departamento de Promoção a Saúde, da UFPB e “Vigilância em Saúde na Paraíba – Avanços e Desafios”, com a secretária Claudia Veras.

Nesta quarta-feira (11), terá a plenária final e a escolha dos delegados.

Compartilha via Whatsapp

Sobre Redação AgoraPB

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os leitores que quiserem fazer algum comentário, devem estar logados no facebook, clicar em Like e escrever na caixa de texto que se abrirá automaticamente.