Alunos realizam análise da água de Boqueirão em disciplina eletiva da Escola Estadual Severino Cabral

Oito alunos da Escola Cidadã Integral Severino Cabral, que participam da disciplina eletiva “Água: Fonte de vida e conflitos”, realizaram análises do Potencial Hidrogeniônico (pH) de diversos líquidos na cidade de Campina Grande, entre eles a água do açude de Boqueirão, água de poços da região, água mineral comercializada na cidade e até de outras bebidas como o refrigerante.

A disciplina eletiva é um dos componentes da parte diversificada do currículo que abrange o projeto pedagógico das Escolas Cidadãs Integrais, e deve promover o enriquecimento, a ampliação e a diversificação de conteúdos, temas ou áreas do Núcleo Comum. “Estas disciplinas são uma pequena ‘revolução cultural’ na prática educacional, pois assistimos à passagem de uma lógica de saberes curriculares a uma lógica de capacitação baseada numa efetiva aquisição de competências e no desenvolvimento de novas atitudes e disposições, reforçando nossa proposta educacional em romper a fragmentação inserida no modelo da educacional tradicional”, explicou a gestora da escola, Maria Celina Sarmento Maracajá.

A disciplina conta com a participação dos professores de Química (Denilson Feitosa da Costa), Biologia (Damião Gonçalves) e Geografia (Ivandro de Oliveira Pinto) e dos alunos Laís Portela de Araújo, Samuel Fialho da Silva, Yure Dantas de Lima, Eduarda Valéria Regis Tavares, Victor de Alencar, Ana Carolina Pereira Sales, Mariane Pereira da Silva e Daniely Disnelly Lacerda Ferreira.
O projeto desenvolvido pelos alunos na disciplina chamou a atenção do governador Ricardo Coutinho durante a inauguração da reforma da escola, no último dia 9, em Campina Grande. A aluna Laís Portela de Araújo apresentou ao governador os resultados encontrados, em relação à acidez das águas do açude de Boqueirão, de uma marca de água mineral e até de um refrigerante muito popular entre os alunos da escola.
“Constatamos que a água de Boqueirão possui o pH igual a 7, ou seja, é ideal para ser utilizada pelas pessoas. Já a água de uma marca de água mineral aqui da região apresentou o pH acima do ideal para o consumo, assim como o refrigerante que analisamos, que apresentou um pH muito ácido, ou seja, se ingerido ele vai fazer muito mal ao nosso organismo”, explicou Laís.
A aluna contou ainda que depois dos resultados obtidos, muitos colegas decidiram parar de ingerir refrigerantes. “Participar dessa disciplina mudou a nossa visão em relação ao que bebemos, pois agora sabemos o que nos faz bem e o que nos faz mal. Muita gente aqui da escola parou de tomar refrigerante e agora estamos sempre de olho no pH das bebidas”, contou a estudante, que tem 17 anos e está na 3ª série do Ensino Médio.

A disciplina eletiva “Água: Fonte de vida e conflitos” visa promover a conscientização sobre a importância do consumo consciente da água dentro da comunidade escolar, por meio de um estudo e mapeamento do pH da água, proveniente de diversas marcas de água encontradas no comércio e na cidade de uma maneira em geral.
“A água é sem sombra de dúvida o líquido mais importante do mundo, não só para as atividades do nosso dia a dia, como também é essencial para a nossa saúde. Nessa perspectiva devemos ter consciência da importância desse líquido para a saúde e aprendermos a escolher aquela que melhor se encaixa nas condições físicoquímicas para o nosso consumo”, explicou a gestora da escola informando que o ideal é consumir uma água com pH alcalino, pois trata-se de um tipo de água ionizada, que atua como um potente e natural antioxidante, com a capacidade de ajudar o organismo a eliminar os resíduos ácidos que o processo natural de digestão produz.

“Por outro lado, tendo em vista o aumento no número de alunos que reclamam de desconforto ou queimação no estômago, esse projeto tem não só um caráter pedagógico como também um caráter social, visto que com os conhecimentos que serão adquiridos nesse projeto, os alunos poderão melhorar a sua saúde e também replicar para os seus familiares e amigos a importância de consumir uma água alcalina para o seu organismo”, contou a gestora Maria Celina Sarmento Maracajá.

A disciplina também tem um enfoque interdisciplinar, no qual os alunos dominarão habilidades referentes a Matemática (confecção de tabelas e gráficos) e Língua Portuguesa (leitura e produção textual).

Reforma da Escola - O governador Ricardo Coutinho entregou, no dia 09 de outubro, a reforma da Escola Cidadã Integral Severino Cabral, localizada no bairro de Bodocongó, que atende aproximadamente mil estudantes da cidade de Campina Grande. Cerca de R$ 1,3 milhão foi investido na obra.

Os principais serviços executados na Escola Severino Cabral foram recuperação de revestimento cerâmico nas circulações, piso granilite no recreio, circulação, refeitório e passarela, polimento do piso granilite, recuperação de piso cimentado, com 50% de aproveitamento na quadra, revisão de cobertura em telha cerâmica, colocação de forro PVC no receio, substituição de esquadrias, pintura, entre outros.
A aluna Laís Portela parabenizou o Governo do Estado pela reforma na escola e destacou o investimento nos laboratórios que incentivam o ensino de forma prática. “A escola está muito boa e ideal para que os alunos tenham um bom ensino. Eu participo de um experimento no laboratório de ciências relacionado ao ph da água. Estamos analisando a água de Boqueirão, tratada pela Cagepa, e já percebemos que ela tem um ph ideal para o consumo. Somos orientados por professores da escola e isso nos estimula a aprender mais”, comentou.
Compartilha via Whatsapp

Sobre Redação AgoraPB

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os leitores que quiserem fazer algum comentário, devem estar logados no facebook, clicar em Like e escrever na caixa de texto que se abrirá automaticamente.