Técnicos da Sudema se reúnem para discutir sobre a bacia hidrográfica do rio Marés.

A Superintendência de Administração do Meio Ambiente (Sudema), discutiu, nessa quarta-feira (13), em seu auditório, o Plano de Gestão da Proteção do Manancial da Bacia Hidrográfica do Rio Marés durante reunião com técnicos representantes de vários órgãos, entidades e três prefeituras. Na ocasião, foram apresentados os problemas diagnosticados e programas recomendados para definir ações e competências,visando o ordenamento das áreas de expansão urbana de forma sustentável e preservação do reservatório do rio Marés.

Dentre os programas recomendados estão os de gestão, uso e manejo do solo rural e urbano, monitoramento dos recursos hídricos, educação sócioambiental, e pesquisas complementares. Todos oriundos da preocupação do Governo do Estado e do Ministério Público Estadual com a crescente ocupação imobiliária na região onde se encontra o reservatório de Marés, que abastece com água uma parte considerável da capital paraibana e região metropolitana.

De acordo com o superintendente da Sudema, João Vicente Machado Sobrinho, que fez a apresentação da proposta da reunião, “a preocupação é grande com o ordenamento, regularização e compatibilização nesse importante curso d’água que abrange três grandes municípios na Paraíba, com sua bacia que alcança 23,53 km². Por isso temos que agir antes que seja tarde, para a garantia da boa qualidade hídrica à população”, explanou.

Além da Sudema, estiveram presentes na reunião representantes das prefeituras de Santa Rita, Bayeux e João Pessoa; órgãos como Emater, Aesa, Funasa, Cagepa, Comitê das Bacias Hidrográficas e Semam.
Compartilha via Whatsapp

Sobre Redação AgoraPB

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os leitores que quiserem fazer algum comentário, devem estar logados no facebook, clicar em Like e escrever na caixa de texto que se abrirá automaticamente.