SEMAS lança projeto de Diagnóstico Socioeconômico para População LGBT



Na manhã dessa quinta-feira (26), foi realizado no auditório da SECULT (Secretaria Municipal de Cultura) o lançamento do Projeto de Diagnóstico Socioeconômico da População LGBT na cidade de Campina Grande. Esse diagnóstico social acontece em parceria com as secretarias de Assistência Social, Saúde e Educação além do Ministério Público da Paraíba (MPPB) e Universidade Estadual da Paraíba (UEPB).

           Durante os meses que antecederam as discussões acerca da situação de violação de direitos da população LGBT, foram realizadas reuniões no MPPB através dos articuladores de políticas públicas da SEMAS e membros do MPPB, que resultaram na busca de melhorias e formulações de políticas públicas para diminuir os impactos da discriminação que afetam essa população na segunda maior cidade do estado da Paraíba.

            Dessa forma se fez necessário o diagnóstico social, que tem como principal objetivo identificar como vive esse público através de dados de localidade e fatores socioeconômicos. Através de dados como estes é possível saber das carências existentes e combater as violações de direitos por meio das formulações de políticas públicas capazes de modificar o panorama existente.

            Neste encontro da quinta-feira (28), foram discutidas juntamente com todas as entidades que participarão do processo, meios de pesquisa bem como a adequação do questionário que será utilizado para a análise socioeconômica daqueles que estarão fazendo parte da pesquisa. Ainda durante a manhã, foi firmado o comprometimento por parte das secretarias e entidades para a implementação dos estudos ainda neste ano.

            A secretária de assistência social de Campina Grande Eva Gouveia, destacou a importância desse momento, pois através deste será possível identificar as vulnerabilidades da população LGBT, e assim buscar soluções para os problemas identificados. “Nós que fazemos a SEMAS estamos dando total apoio para a realização desse diagnóstico, pois sabemos que após feito, este poderá nos ajudar na construção de políticas públicas que diminuirão as desigualdades existentes.” Finalizou.
Compartilha via Whatsapp

Sobre Redação AgoraPB

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os leitores que quiserem fazer algum comentário, devem estar logados no facebook, clicar em Like e escrever na caixa de texto que se abrirá automaticamente.