Secretaria Agricultura de Campina participa de ações preparatórias para o Censo Agropecuário 2017

O Censo Agro de 2017 começará neste dia 1º. de outubro. Trata-se do principal e mais completo levantamento de dados sobre a produção agropecuária, florestal e agrícola brasileira. A Prefeitura de Campina Grande, por meio da Secretaria de Agricultura (Seagri), apoia a iniciativa. Segundo o secretário Fábio Agra, em Campina Grande serão 7 recenseadores para 2.114 estabelecimentos.

Devido a importância desta iniciativa, foi formada a Comissão Municipal de Geografia e Estatística (CMGE), cuja meta é propiciar a participação da comunidade local, dando transparência à operação do Censo Agropecuário no município e buscando, junto à sociedade, apoio e parcerias para viabilizar as atividades. O secretário Fábio Medeiros integra esta comissão em Campina Grande, tendo participado nesta segunda-feira, 18, no auditório da Embrapa, de uma reunião preparatória para o censo na zona rural campinense.

Dentre suas principais atribuições, o secretário informou que a comissão local objetiva apreciar os mapas para fins estatísticos elaborados pelo IBGE para orientar as equipes de campo e a divulgação de resultados; promover a divulgação do Censo Agropecuário junto à comunidade; e colaborar na instalação dos postos de coleta, auxiliando na disponibilização da infraestrutura necessária à coleta de dados e no deslocamento das equipes nas áreas rurais.

Presididas por membros do IBGE, essas comissões são compostas por representantes das autoridades locais (dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário), além de representantes de associações, sindicatos, lideranças comunitárias, universidades, empresas e outros segmentos da agropecuária que possam de alguma maneira apoiar a operação censitária no município.

IBGE destaca importância do Censo 2017

O Censo Agropecuário, realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), é a mais completa investigação estatística e territorial sobre a produção agropecuária do país. Visa, de acordo com o IBGE, obter informações sobre a estrutura, a dinâmica e o nível de produção da atividade agropecuária brasileira.

As informações geradas possibilitam a avaliação de políticas públicas como, por exemplo, a de redistribuição de terras. Elas permitem estudos a respeito da expansão das fronteiras agrícolas, da dinamização produtiva ditada pelas inovações tecnológicas, e enriquecem a produção de indicadores ambientais. Propiciam também análises sobre transformações decorrentes do processo de reestruturação e de ajustes na economia e de seus reflexos sobre o setor.

Enquanto as pesquisas mensais e trimestrais sobre agricultura e pecuária disponibilizam dados referentes ao Brasil, regiões e Estados, os resultados do Censo Agro são referidos a municípios e a localidades, permitindo agregações e análises de diferentes recortes territoriais, como unidades de conservação ambiental, terras indígenas, bacias hidrográficas, Biomas, assentamentos fundiários, áreas remanescentes de quilombos, etc.

Compartilha via Whatsapp

Sobre Redação AgoraPB

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os leitores que quiserem fazer algum comentário, devem estar logados no facebook, clicar em Like e escrever na caixa de texto que se abrirá automaticamente.