Polícia realiza operação e prende suspeitos por práticas de homicídios na região de Campina Grande

A Polícia Civil da Paraíba, por meio de uma ação realizada pela Delegacia de Homicídios de Campina Grande, do Núcleo de Homicídios e a Delegacia de Roubos e Furtos, deflagrou nas primeiras horas desta quarta-feira (6) a Operação Thanatos II, que teve como foco principal combater os homicídios perpetrados na região do Distrito de São José da Mata.
Na ação, foi preso, por meio de mandado de prisão, José Wilker Lins da Silva, responsável pelo homicídio de José Richelly Teodósio dos Santos, morto com disparos de arma de fogo, cujo corpo foi localizado na manhã do dia 5 de janeiro deste ano, no Sítio Bosque III, no distrito de São José da Mata. Conforme investigação policial, ficou constatada a participação dos investigados Wellington de Sousa Santos e Walber Araújo Campos, os quais se encontram foragidos.
Ainda durante a operação, foi dado cumprimento aos mandados de prisão contra Vandertone dos Santos Silva, Iryson Matheus Alves Guedes e Isac Rayan. Estes são apontados como os principais autores do crime que vitimou a jovem Karolaine da Silva Monteiro Soares, 19 anos, morta por disparos de arma de fogo e golpes de arma branca, fato ocorrido em uma casa alugada pela quadrilha para realização de práticas ilícitas, localizada no Sítio Campo D'Angola, também no referido Distrito. Segundo a Polícia, após consumar o homicídio da jovem, o grupo colocou o corpo em um veículo, desovando-o na localidade conhecida por Fazenda de "Zé Agra", sendo este localizado na manhã do dia 15 de fevereiro de 2017. De acordo com as investigações, o foragido Wellington de Sousa Santos também participou deste homicídio.
No decorrer dos cumprimentos dos mandados de busca e apreensão domiciliar, também foi localizada e apreendida uma arma de fogo tipo espingarda calibre 28, com numeração suprimida, a qual estava em poder de Wanderson Soares da Silva, no imóvel localizado no Sítio Bosque, em São José da Mata, tendo sido preso e autuado em flagrante delito. O preso Wanderson é investigado por ter possivelmente desovado o corpo da vítima Karolaine Monteiro.
Os presos estão recolhidos na carceragem da Central de Polícia, no bairro do Catolé, em Campina Grande, quando deverão participar das audiências de custódias, ficando à disposição do Poder Judiciário. Com relação aos foragidos, a Polícia faz um apelo à população para quaisquer informações referentes ao paradeiro de Wellington de Sousa, Walber Araújo, informar de forma sigilosa pelo telefone 197 do Disque Denúncia da Secretaria de Segurança e Defesa Social da Paraíba.

Secom
Compartilha via Whatsapp

Sobre Hugo Freitas

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os leitores que quiserem fazer algum comentário, devem estar logados no facebook, clicar em Like e escrever na caixa de texto que se abrirá automaticamente.