Pesquisa do Procon-JP constata que preço do gás de cozinha não registrou aumento nos últimos 16 dias

Os pontos de venda do gás de cozinha na Capital ainda não aumentaram o preço do produto - depois do anúncio de reajuste por parte da Petrobras no dia 26, segundo pesquisa comparativa da Secretaria Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor realizada nesta quinta-feira (28). O Procon-JP autuou, esta semana, 13 revendedores por não apresentarem as últimas notas fiscais para justificar um aumento praticado no início desse mês.

O botijão de 13 kg continua sendo vendido pelo menor preço por R$ 55,00, mesmo valor registrado na pesquisa realizada no último dia 13. Este valor foi encontrado nos seguintes pontos de revenda: Mercadinho Pontes (Jardim Planalto); Depósito do Neto (Alto do Mateus); Beto Gás (Mansenhor Magno) e Neto Gás (Bancários). Na pesquisa atual, o setor de pesquisa do Procon-JP visitou 21 estabelecimentos de 15 bairros.

O maior preço também se manteve na pesquisa atual, em R$ 65,00, se verificando a mesma diferença de R$ 10,00. O maior valor está sendo praticado nos Depósitos D'Almir (Bairro dos Estados), Unigás (Geisel) e Melhor Gás (Mangabeira I). Foram pesquisados valores do produto das marcas Brasilgás, Liquigás, Supergasbras, Nacional Gás e Ultra Gás.  Para consultar a pesquisa completa acesse o link https://goo.gl/oQBZWJ

Helton Renê, titular do Procon-JP, ressalta que as pesquisas comparativas para o gás de cozinha vão continuar e que o Procon-JP já está analisando as notas fiscais de 20 pontos de revenda que reajustaram o gás de cozinha nos últimos meses. "As pesquisas comparativas continuarão, agora mais do que nunca devido aos sucessivos reajustes que vêm sendo anunciados pelo Governo Federal. Como se trata de um produto necessário para todo mundo, vamos monitorar os preços para garantir que não haja nenhuma abusividade", disse.

A pesquisa do Procon-JP levantou preços nos seguintes estabelecimentos: Depósito Pecorelli (Jaguaribe); Mercadinho Pontes (Jardim Planalto); Zé do Gás e Pereira Gás (Ilha do Bispo); Depósito do Neto (Alto do Mateus); Nunes Gás, Postos Bancários, Real Gás e Neto Gás (Bancários); Depósito D’Almir (Bairro dos Estados); Posto Expressão (Bessa); Brito Distribuidora (Expedicionários); Mercadinho Pedro Gondim (Pedro Gondim); Hugo Gás e Unigás (Geisel); Beto Gás (Monsenhor Magno); Gravatá Gás (Valentina I); Melhor Gás e 3G Bebidas, Gás e Água (Mangabeira I); Nilda Gás (Castelo Branco); Isaquiel Gás (Miramar) e Posto ALE (Bairro das Indústrias).
Compartilha via Whatsapp

Sobre Redação AgoraPB

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os leitores que quiserem fazer algum comentário, devem estar logados no facebook, clicar em Like e escrever na caixa de texto que se abrirá automaticamente.