MPPB pedirá DNA para tentar confirmar estrupo em JP


Resultado de imagem para O Ministério Público Estadual (MPPB

O Ministério Público Estadual (MPPB) vai pedir a realização do exame de DNA, no caso da menina de 11 anos que foi abusada pelo padrasto, para comprovação da paternidade do recém-nascido, atribuída pela vítima ao acusado.

Preso na semana passada, o tirador de cocos Odmilson Barbosa da Silva, de 51 anos, negou que tenha estuprado a enteada e que seja o pai do bebê, exigindo que fosse feito o DNA.

Nessa segunda-feira (18) ele foi apresentado na audiência de custódia e terá 10 dias para apresentar sua defesa, inclusive o pedido do exame. O promotor Eny Nóbrega de Moreira, que atua no caso, explicou que o processo prevê o prazo de 10 dias para que o acusado apresente a defesa, com o que julga necessário.

Na audiência de custódia,  o juiz Manoel Abrantes manteve a prisão preventiva, ordenando que o acusado fosse levado para o presídio do Roger. Na sessão não houve interrogatório sobre o crime que está sendo investigado, já que esse tipo de audiência se destina exclusivamente a atestar a legalidade da prisão, o que foi confirmado, já que a polícia apenas cumpriu um mandado expedido pela Justiça.

No entanto, ao final da audiência, Odmilson pediu para falar com jornalistas e pediu perdão à mãe e aos filhos, dizendo que ama muito a genitora, mas sem fazer confissão do crime.



Portal Correio
Compartilha via Whatsapp

Sobre Redação AgoraPB

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os leitores que quiserem fazer algum comentário, devem estar logados no facebook, clicar em Like e escrever na caixa de texto que se abrirá automaticamente.