Governo do Estado inicia campanha de prevenção ao suicídio ‘Setembro Amarelo’

A Secretaria de Estado da Saúde (SES), por meio da Coordenação Estadual de Saúde Mental, inicia a Campanha Setembro Amarelo 2017, que tem por objetivo alertar a população a respeito da realidade do suicídio no Brasil e no mundo e suas formas de prevenção. Durante todo o mês, a Rede de Atenção Psicossocial desenvolverá uma programação especial de atividades, realizada em sua maioria pelos municípios.
A SES está convidando repartições, como o Palácio do Governo do Estado da Paraíba, Tribunal de Justiça da Paraíba, Assembleia Legislativa da Paraíba, entre outros, para participarem da campanha, iluminando seus prédios com a luz amarela, que faz alerta social sobre o tema, além de várias as ações como distribuição das fitas amarelas, panfletagem, divulgação dos serviços de atendimento das ações do Centro de Valorização da Vida - CVV; rodas de conversas, palestras públicas, exibição de documentários e filmes que podem ser desenvolvidas no sentido de sensibilizar a população sobre o tema.
Além disso, dia 29 de setembro, a partir das 8h, no auditório do Centro Formador de Recursos Humanos da Paraíba (Cefor-PB), será realizado um “Cine Debate” Setembro Amarelo, com o tema “Suicídio: Quebrar o silêncio, quebrar o tabu para salvar vidas”, voltado para profissionais da Rede de Atenção Psicossocial (Raps), com o objetivo de responder às demandas sobre prevenção ao suicídio na Campanha Setembro Amarelo.
A Campanha Setembro Amarelo é realizada desde 2014, por meio de identificação de locais públicos e particulares com a cor amarela e ampla divulgação de informações. O Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio é comemorado em 10 de setembro. As ações em alusão à data são realizadas continuamente por meio da Rede Pública, que oferece atenção integral em saúde para casos de tentativa de suicídio.
Para isso, a Rede de Atenção Psicossocial é fundamental para prevenção. “O fato de termos redes de serviço que acolhem e atendem pessoas com estes distúrbios, por si, já tem um efeito preventivo. Outro ponto importante, é que ter esta rede permite o acesso de pessoas que nunca tiveram este tipo de problema, mas podem vir a procurar em momentos de dificuldade”, explicou o psicólogo da Coordenação Estadual de Saúde Mental da SES, Lucílvio Silva.
Quem precisa de atendimento para transtornos mentais no Sistema Único de Saúde (SUS) pode contar com os Centros de Atenção Psicossocial - CAPS. Nesses estabelecimentos, o paciente recebe atendimento próximo da família, assistência médica especializada e todo o cuidado terapêutico conforme o seu quadro de saúde. Quando recomendado pelo médico, o SUS disponibiliza gratuitamente medicamentos que podem auxiliar no tratamento dos pacientes.
De acordo com o Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM), de 2011 até o momento, foram registrados 1297 óbitos por suicídio na Paraíba. Não há uma estatística específica sobre as causas de suicídio.  Segundo o psiquiatra e ex-coordenador Nacional de Saúde Mental, Roberto Tykanori, entre os principais fatores de risco estão os transtornos mentais, como: depressão, alcoolismo, esquizofrenia; questões como isolamento social, desemprego, questões psicológicas pontuais, como perdas recentes e desentendimento e dinâmica familiar; além de condições clínicas incapacitantes, como lesões desfigurantes, dor crônica e câncer.
“Esse é o mês no qual fazemos esse alerta internacional de prevenção ao suicídio dizendo que é possível sim prevenir, e o Governo do Estado está cada vez mais preocupado com essa temática. Entre jovens de 15 a 29 anos o suicídio é a segunda causa de morte, por isso o a SES, através da Coordenação de Saúde Mental, está apoiando essa campanha, que é encabeçada pelo Centro de Valorização da Vida e pela Associação Brasileira de Psiquiatria. E para marcar esse mês realizaremos o Cine Debate no Cefor, onde vamos abordar essa questão tão importante e pouco debatida”, concluiu a coordenadora estadual de Saúde Mental, Shirlene Queiroz.

Secom
Compartilha via Whatsapp

Sobre Hugo Freitas

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os leitores que quiserem fazer algum comentário, devem estar logados no facebook, clicar em Like e escrever na caixa de texto que se abrirá automaticamente.