Forró será tema de Fórum do Iphaep na próxima quarta-feira

Resultado de imagem para Forró
Pouca gente fica parada no salão quando a música que toca é um forró. Mas, afinal, qual a sua origem? Qual a importância de um ritmo musical e uma dança que “balançam” o folião de todas as idades e que é considerado patrimônio cultural imaterial da Paraíba? Na próxima quarta-feira, dia 27, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico do Estado da Paraíba estará realizando mais uma versão do Fórum do Iphaep. E, desta vez, a palestra principal será conduzida pela professora Joana Alves da Silva, coordenadora do Fórum Paraibana do Forró, que vai falar sobre “Forró: uma cultura essencialmente paraibana”.

O evento acontece a partir das 14h, na sede da Academia Paraibana de Letras, na rua Duque de Caxias, 37, Centro da capital paraibana. A entrada é gratuita e a ideia é reunir professores, alunos, artistas, historiadores, jornalistas, cientistas sociais, turismólogos, secretários estaduais e municipais e pesquisadores.

Além da palestrante, vão participar como debatedores do Fórum sobre o Forró: Marcia Albuquerque (historiadora), Onaldo Queiroga (jurista e pesquisador de música popular e forró) Lucílio Souza (maestro da Orquestra Sanfônica Balaio Nordeste) e Beto Brito (músico e compositor do Forró Paraibano). Segundo os organizadores, será utilizada a dinâmica do microfone aberto, intitulada “É proibido se calar", no qual a plateia vai poder interagir, de maneira mais eficaz, com os convidados do evento.

Expressão singular - “O forró, para além de ritmo e dança tipicamente nordestina, tornou-se ao longo do tempo a expressão mais singular da cultura paraibana. Enquanto dança, o forró é acompanhado de música, originalmente criada a partir do triângulo, da sanfona e da zabumba, que em sua maioria possui temática ligada aos aspectos culturais e cotidianos da região Nordeste e da Paraíba”, lembrou a diretora executiva do Iphaep, Cassandra Figueiredo. “Se analisarmos bem, esse ritmo não foge do que lhe é próprio: a diversidade do povo brasileiro", acrescentou.

Para a gestora estadual, são três os objetivos do Fórum do Iphaep, que será realizado no próximo dia 27. “Queremos conceituar o forró enquanto Patrimônio Cultural da Paraíba, detalhar sobre o processo de proteção e a preservação desta cultura, e identificar o forró enquanto elemento de educação patrimonial”, concluiu Cassandra Figueiredo.

Compartilha via Whatsapp

Sobre Redação AgoraPB

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os leitores que quiserem fazer algum comentário, devem estar logados no facebook, clicar em Like e escrever na caixa de texto que se abrirá automaticamente.