Escolas Cidadãs e Prima chamam a atenção de professora finlandesa que visitou a Paraíba

O modelo das Escolas Cidadãs e o Programa de Inclusão Através da Música e das Artes (Prima) foram os projetos que mais impressionaram a professora finlandesa Elisabeth Erholtz, que passou duas semanas visitando escolas em diferentes cidades da Paraíba. O motivo da visita foi conhecer in loco como funciona o sistema educacional do nosso Estado. A visita faz parte do estágio de docência do mestrado que a professora desenvolve na Finlândia e é fruto da parceria firmada entre o Governo do Estado e as Universidades finlandesas Häme University of Applied Sciences (HAMK), localizada na cidade de Hämeenlinna e Tampere University of Applied Sciences (TAMK), da cidade de Tampere.

Ao todo, foram visitadas 15 escolas nas cidades de João Pessoa, Campina Grande, Areia e Cabedelo. As primeiras escolas visitadas pela professora foram o Lyceu Paraibano, a Escola Estadual Padre João Felix, a Escola Estadual Sesquicentenário, em João Pessoa e a Escola Técnica Estadual Erenice Cavalcante Fidelis, em Bayeux. A professora falou da sua impressão na visita as escolas. “No Lyceu tive a oportunidade de acompanhar uma aula de inglês e pude interagir com os alunos, que destacaram a importância do programa Gira Mundo no aprendizado de outra língua e outra cultura”, ressaltou Elisabeth, que também participou de reuniões onde apresentou o modelo educacional finlandês e trocou experiências com a equipe da Secretaria de Estado da Educação (SEE).

Elisabeth Erholtz destacou a importância do programa Gira Mundo para o desenvolvimento e amadurecimento dos estudantes da Rede Estadual. “O Gira Mundo é um excelente programa porque com a imersão o aluno realmente aprende a língua e a cultura daquele país”, afirmou.

Das escolas visitadas, as que mais chamaram a atenção da professora finlandesa foram as Escolas Cidadãs Integrais, modelo de escola pública implantado na Paraíba com a proposta de organização e funcionamento em tempo integral. “Gostei muito do que vi, dos projetos desenvolvidos nas escolas, ligados à música, rádio, jornal da escola e dos laboratórios, principalmente os de química, que achei maravilhosos, além dos profissionais muito qualificados”, destacou.

Além das escolas cidadãs, outro programa desenvolvido na Paraíba chamou a atenção de Elisabeth Erholtz. Trata-se do Prima – Programa de Inclusão Através da Música e das Artes. O projeto chamou tanto a atenção da professora, que será levado como modelo e exemplo para a Finlândia. “Na Finlândia não temos nada parecido, então vou levar essa experiência paraibana para lá. Achei o Prima um projeto realmente espetacular porque a música é uma grande aliada da educação e esse projeto tem mudado e tocado a alma dos estudantes que participam”, disse a professora.

Elisabeth Erholtz considerou a experiência de visitar a Paraíba muito positiva. “É muito importante estar aqui, pois é bem diferente você aprender na teoria só por apresentações e aulas. A visita à Paraíba foi essencial para o desenvolvimento do meu trabalho porque mais importante que aprender na teoria foi poder ver na prática como a educação acontece aqui. Ter a oportunidade de conversar com as pessoas foram momentos únicos”, contou Elisabeth, que acompanhou a comemoração e os desfiles do dia da independência do Brasil. “Fiquei encantada com o que vi. Admiro a vontade do brasileiro de festejar e aprender e quero levar um pouco dessa paixão pela música, pela festa e pela arte para a Finlândia, pois esse é o grande diferencial do brasileiro”, completou.

A professora encerrou sua visita agradecendo à equipe da Secretaria de Estado da Educação (SEE) que a recepcionou durante a sua estada na Paraíba. “Queria agradecer à equipe do secretário Aléssio, que trabalha duro para que os estudantes tenham um bom desenvolvimento e que tem realmente tido sucesso. São realmente pessoas apaixonadas pelo que fazem”, finalizou Elizabeth Erholtz.
Compartilha via Whatsapp

Sobre Redação AgoraPB

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os leitores que quiserem fazer algum comentário, devem estar logados no facebook, clicar em Like e escrever na caixa de texto que se abrirá automaticamente.