Cendac apresenta ações do projeto de combate à violência contra a mulher para gestores e técnicos de escolas estaduais

Constituir comissões de combate à violência contra a mulher e realizar a I Mostra Mulheres Inspiradoras na Paraíba. Estas são algumas das ações apresentadas pela presidente do Centro de Apoio à Criança e ao Adolescente (Cendac), Valquíria Alencar, na manhã desta quarta-feira (20), na Escola Técnica Estadual, no bairro de Mangabeira.

Gestores e técnicos de escolas estaduais participaram da atividade, que marcou o lançamento do projeto “A educação no enfrentamento à violência de gênero nas escolas da Paraíba”, que está sendo desenvolvido em 16 escolas estaduais, nos municípios de João Pessoa e Bayeux. “A escola é o melhor espaço para enfrentar a violência e contribuir para que esse tipo de situação, que infelizmente está presente nos lares brasileiros, não aconteça ou diminua. A escola é uma aliada importante nesse combate”, ressaltou Valquíria.
A atividade contou com a participação da gerente da 1ª Regional de Educação, Wleica Honorato Aragão, que parabenizou o Cendac pela iniciativa. “Nas escolas da Paraíba nós atuamos com intersetorialidade e a interdisciplinaridade, e projetos como estes são de fundamental importância para mudarmos essa cultura desigual de gêneros e, que, consequentemente, gera a violência contra a mulher. É na escola que formamos pessoas e nossa participação é muito importante”, afirmou
Os gestores relataram experiências que já vêm sendo realizadas em suas escolas, discutindo estas temáticas, a exemplo da Escola Papa Paulo VI, em Cruz das Armas, e da Presidente João Goulart, no Castelo Branco. Esta última firmou uma parceria com a Organização das Nações Unidas (ONU) para implementar a campanha internacional “He for She” (Eles por Elas), que tem como objetivo envolver homens e meninos na remoção das barreiras sociais e culturais que impedem as mulheres a atingir seu potencial, conquistando assim a igualdade de gênero.

Outra iniciativa do projeto do Cendac é promover a “I Mostra Mulheres Inspiradoras”. “Vamos estimular os alunos a pesquisar a história de mulheres paraibanas que têm ou tiveram um importante papel na sociedade, nas áreas da educação, cultura, política e nas artes”, informou Valquíria Alencar. Além disso, serão realizadas duas exposições sobre violência contra a mulher. Todas estas atividades serão desenvolvidas pelos alunos e alunas das escolas estaduais da Paraíba.

Compartilha via Whatsapp

Sobre Redação AgoraPB

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os leitores que quiserem fazer algum comentário, devem estar logados no facebook, clicar em Like e escrever na caixa de texto que se abrirá automaticamente.