Serviço Social do Hospital de Trauma realiza trabalho de identificação de pacientes

Pacientes não identificados chegam constantemente ao Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa. De acordo com os dados do Serviço Social da instituição, só neste primeiro semestre, mais de 36 pessoas sem identificação deram entrada na unidade hospitalar. Em 2016, foram mais 80 pessoas, na maioria dos casos pacientes em estado grave, inconscientes e necessitando de atendimento de média e alta complexidade.

A maior parte dos não identificados é do sexo masculino, acima dos 20 anos, morador de rua, vítima de acidente de trânsito ou da violência urbana, e que no momento da ocorrência, não portava qualquer documento pessoal. Dependendo da gravidade dos ferimentos, chegam a permanecer internado na instituição por um longo período. 

A coordenadora do Serviço Social, Francisca Nelma Ribeiro, explica os procedimentos realizados pelo setor na identificação dos enfermos e localização dos familiares. “A equipe de assistentes sociais realiza um trabalho de buscas nas áreas ou proximidades aonde o paciente foi encontrado/socorrido. E juntamente com a Assessoria de Comunicação do Hospital realiza divulgações em jornais, rádios, televisões e internet, além de realizar contatos com outros órgãos da Rede de Assistência”, relatou.

Quando os pacientes recebem alta médica ainda sem identificação, o usuário permanece aguardando na unidade hospitalar até serem aceitos em uma casa de acolhida disponíveis na cidade. Em caso de óbito, a unidade faz um boletim de ocorrência e encaminha o corpo para o Instituto de Medicina Legal (IM) para ser sepultado sem identificação.

Francisca Nelma ressaltou a importância da identificação e orientou que, em caso de pessoas desaparecidas, os familiares podem procurar o Serviço Social da instituição. “É muito importante que todo cidadão ao sair de casa, lembre-se de levar consigo seus documentos pessoais para que numa situação de acidente possa ser identificado”, concluiu.

Secom
Compartilha via Whatsapp

Sobre Hugo Freitas

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os leitores que quiserem fazer algum comentário, devem estar logados no facebook, clicar em Like e escrever na caixa de texto que se abrirá automaticamente.