Ricardo participa da posse do novo procurador-geral do Ministério Público da Paraíba

O governador Ricardo Coutinho participou, na noite dessa terça-feira (29), no Teatro Paulo Pontes, da solenidade de posse do novo procurador-geral de Justiça do Ministério Público da Paraíba (MPPB), Francisco Seráphico Ferraz da Nóbrega Filho. O procurador assumiu o mais alto cargo da instituição para o biênio 2017-2019.

Ricardo lembrou que Francisco Seráphico é o quarto procurador-geral de Justiça nomeado durante seu governo e apontou a similaridade entre os quatro representantes do MPPB. “Nesse ciclo de seis anos e meio de governo, tive a oportunidade de nomear para o cargo de procurador, os promotores Oswaldo Trigueiro Filho, por duas vezes Bertrand Asfora e agora Seráphico. Há uma coincidência entre eles: foram nomeados por mim os mais votados pela consulta interna. Eu sempre tenho que buscar o perfil certo e a unidade da instituição. Tenho certeza de ter feito as melhores escolhas”, ressaltou.

Ele ainda refletiu sobre o cenário atual dos órgãos fiscalizadores no país e destacou a autonomia do MPPB. “As instituições na Paraíba estão funcionando, mesmo com todo esse desencantamento do povo pela política e, sobretudo, pelos agentes políticos. Em meio a isso tudo, o Ministério Público da Paraíba tem cumprido seu papel na defesa da coletividade, sem exageros, mas sem omissão”, disse.

Para o novo procurador-geral de Justiça, Francisco Seráphico, o desafio será manter a sintonia entre a sociedade e o Ministério Público. Além disso, ele ressaltou o apoio que o Governo do Estado dá à instituição. “Destaco e enalteço o gesto democrático e o apoio incondicional do governador ao Ministério Público, ao traduzir o sentimento e a vontade da maioria ao me escolher na lista tríplice. Espero honrar este compromisso para com o MPPB, de forma independente e harmônica, assim como rege a nossa Constituição Federal”, afirmou.

O governador apontou que as duas gestões de Bertrand Asfora à frente do MPPB driblaram a crise econômica que afeta o país. “É na crise que reconhecemos os bons gestores. É bom gerir nos tempos bons. Nessa conjuntura, feliz da instituição que teve e terá Bertrand como administrador. Conduzir o MPPB, nesse meio em que vivemos, não é fácil.  O MPPB paga suas contas, tem equilíbrio e isso é um trabalho de gestão. Vivemos em uma sociedade midiática. Imagino que deva ser muito difícil para todos os membros do Judiciário ter que lidar com o julgamento prévio desta sociedade, porque a informação corre muito rápido. Bertrand conseguiu ser determinado, sereno e discreto para proteger a instituição e para promover ainda mais o bem comum”, afirmou.

O ex-procurador-geral de Justiça Bertrand Asfora também destacou o esforço do Governo do Estado em manter o equilíbrio do MPPB. “Agradeço publicamente, de forma sincera, ao governador por nunca ter negado algo ao Ministério Público. Grande parte do nosso equilíbrio financeiro, neste momento difícil, tempestuoso de crise econômica, se deve pela palavra e ombro amigo do Governo do Estado. Hoje, posso dizer que fui inspirado, sempre, na forma austera, responsável, do atual modelo de gestão do Governo da Paraíba”, revelou.

Secom
Compartilha via Whatsapp

Sobre Hugo Freitas

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os leitores que quiserem fazer algum comentário, devem estar logados no facebook, clicar em Like e escrever na caixa de texto que se abrirá automaticamente.