Polícia elucida homicídio do radialista Ivanildo Viana e prende executores do crime

A Polícia Civil da Paraíba prendeu, nesta terça-feira (29), durante a Operação Sintonia, seis pessoas envolvidas no homicídio que vitimou o radialista Ivanildo Viana, ocorrido no dia 27 de fevereiro de 2015, às margens da BR-101. O trabalho realizado pelo Núcleo de Homicídios de Santa Rita, sede da 5ª Delegacia Seccional, contou com o apoio das Delegacias de Crimes Contra Pessoa (Homicídios), Repressão a Entorpecentes (DRE) de João Pessoa e Grupo de Operações Especiais (GOE). Os mandados de prisão preventiva e de buscas e apreensão foram cumpridos nas cidades de Bayeux e João Pessoa.
As investigações tiveram como base as imagens das câmeras de segurança instaladas na Rádio que a vítima trabalhava e nas ruas. “As imagens gravadas no dia do homicídio mostram um veículo Gol branco fabricado no ano de 2015 estacionado quase em frente a rádio e atrás dele uma moto Honda vermelha. Estes dois veículos seguem a vítima, que saiu do local em uma moto. Em um determinado ponto, o carro e a moto param e um homem desce, vira a placa da moto para cima, ocupa o lugar do carona. Eles retomam a perseguição até que emparelham com a moto de Ivanildo e atiram. A vítima foi atingida por quatro disparos efetuados pelo criminoso que estava na garupa da moto. As balas transfixaram o corpo do radialista Ivanildo Viana”, disse o delegado do Núcleo de Homicídios de Santa Rita, Carlos Othon.
A partir das análises dessas imagens, os policiais descobriram que só existiam circulando na grande João Pessoa nove veículos modelo Gol igual ao que aparecia nas imagens perseguindo a moto da vítima. Outra coisa que chamou atenção foi o jogo de rodas usado no carro onde estavam os suspeitos, ele não seria o mesmo do modelo de série. O quebra-cabeça começou a ser montado quando a polícia conseguiu colocar a mesma roda em um Gol do mesmo modelo e estacionar no local onde aparecia nas imagens o carro dos suspeitos. Uma sobreposição de imagens feita por peritos do Instituto de Polícia Cientifica (IPC) comprovou que o carro tinha as mesmas características do que aparecia no vídeo.
Diante disso, foi realizado um levantamento e identificado o dono do carro, uma mulher, a esposa de Valmir Ferreira da Costa. Ele e Francisco das Chagas Araújo, de acordo com ligações anônimas feitas para o 197 Disque Denúncia, teriam falado durante uma festa sobre a participação no homicídio do radialista Ivanildo Viana. Os dois foram presos. Já numa busca no site do Departamento Estadual de Transito (Detran) os policiais descobriram que Eliomar de Brito Coutinho era o dono da moto Honda vermelha usada pelo assassino. Ele cumpre pena no Presídio do Roger, suspeito de ter participado da execução da diretora da Cadeia Pública de Ingá, Córdula Veloso Borges Neta. O crime aconteceu no dia 20 de outubro de 2015 às margens da BR-230. Na época da prisão, Eliomar estava com uma pistola 9mm que a polícia acredita ter o mesmo calibre da arma que assassinou o radialista.
Outra ligação feita para o Disque Denúncia levou a polícia até o responsável por reunir o grupo criminoso. Seria o ex-policial militar e ex-vereador da cidade de Bayeux, Arnóbio Gomes Fernandes. Ele teria contratado o ex-policial militar Erivaldo Batista Dias, que hoje cumpre pena no Presídio Silvio Porto; Olinaldo Vitorino Marques, que está no regime semi aberto em Bayeux; Eliomar de Brito Coutinho, que cumpre pena no Presídio do Roger; Francisco das Chagas Araujo, Valmir Ferreira da Costa, presos nesta terça-feira; e Célio Martins Filho, que está foragido. Os criminosos teriam recebido 75 mil reais pela morte do radialista Ivanildo Viana.
“Todos são apontados como executores do homicídio, co-autores ou partícipes. A Polícia Civil ainda investiga a motivação do crime, assim como a identificação do autor intelectual, já que o assassinato, segundo as investigações, foi cometido mediante paga e promessa de recompensa, sendo encomendado”, disse o superintendente da 1ª Região da Polícia Civil, delegado Marcos Paulo.

Secom
Compartilha via Whatsapp

Sobre Hugo Freitas

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os leitores que quiserem fazer algum comentário, devem estar logados no facebook, clicar em Like e escrever na caixa de texto que se abrirá automaticamente.