Nesta sexta-feira (11) é celebrado o Dia do Estudante e os alunos da rede pública municipal têm muito a comemorar. “É um dia importante, porque eu acredito que somos o futuro da nação”, afirma com entusiasmo Grazieli Gabrieli, estudante do 9° ano da Escola Municipal de Ensino Fundamental José Américo de Almeida, que fica localizada no bairro do José Américo. A mãe da jovem, a recepcionista, Maria Aparecida, também comemora. Segundo ela, a qualidade do ensino ofertado na Rede Municipal tem proporcionado índices satisfatórios na educação da filha. “Não tenho do que reclamar, é realmente muito bom, ainda mais com ensino em tempo integral, onde ela fica os dois turnos se dedicando aos estudos”, relata. Os investimentos feitos pela atual gestão da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) vêm proporcionando uma evolução no acesso ao ensino e aprendizado na Rede Municipal, com a ampliação na Educação Infantil. A partir do ano de 2013, o ensino da Capital começou a passar por uma “revolução”. Durante esses quatro anos e meio de gestão, a Educação Infantil deu um salto de 4 mil alunos para a marca de aproximadamente 13 mil - um crescimento de 225%. O aumento também se estendeu nas unidades de ensino. O prefeito Luciano Cartaxo assumiu a gestão com apenas 43 Centros de Referência de Educação Infantil (Creis). Esses números hoje já chegam ao patamar de 85 unidades - salto de 97%. Com a construção de 16 novas creches e a requalificação de mais 32 unidades, a rede de Educação Infantil de João Pessoa passou de 179 turmas para aproximadamente 500 - um aumento de 179%. “A nossa gestão não abre mão de cuidar do futuro de nossas crianças. Nós estamos iniciando o primeiro grau do processo pedagógico, que é a educação infantil, que é pegar uma criança aos seis 6 meses de idade e trazer para dentro de uma creche para aprender mais cedo, para ter uma maior sociabilidade, para ter uma relação mais humanizada com as outras crianças, para poder ter uma noção do processo educacional que vai ter pela frente e para chegar mais preparada no ensino fundamental”, disse o prefeito. É o que acredita, por exemplo, Weverton de Araújo Filho, que é profissional autônomo. Ele é pai do pequeno Wesley Santos, de 5 anos, que é acolhido pelo Centro de Referência de Educação Infantil (Crei) Maria de Fátima Amorim Navarro, que fica, também, no José Américo. “É uma satisfação muito grande vir pegar ele todos os dias e ver como é bem tratado, a gente percebe o carinho das pessoas do Crei”, afirma Weverton, já vislumbrando os próximos passos do filho: “Ele vai direto para a escola aqui do lado”, afirma, se referindo a Escola Municipal de Ensino Fundamental Carlos Neves da Franca. “Vai ser lá que ele vai dar continuidade aos estudos, para minha tranquilidade, porque o ensino do município é realmente muito bom”, concluiu. Investimentos em berçários - Em 2012, a rede contava com 13 turmas de berçário, mas hoje são 75, e eram atendidos apenas 215 bebês, mas com a entrega das novas salas esses números chegam a 1.700 bebês. É na educação infantil que se começa a combater a desigualdade, onde se dá a oportunidade das crianças chegarem cedo a uma sala de aula com um ensino aprendizado de qualidade. Para o prefeito Luciano Cartaxo, esse é um projeto que tem como parâmetro principal cuidar das famílias, das pessoas, das crianças, humanizar a cidade cada vez mais. “Nós temos um compromisso com a cidade, com o futuro de João Pessoa. Aqui não é apenas um espaço para as crianças virem para cá aprender. Aqui estamos ensinando é para a vida, estamos dando uma oportunidade dessas crianças gostarem de estudar, de aprender, perceber que o caminho da educação é o caminho do futuro”, explicou.

Nesta sexta-feira (11) é celebrado o Dia do Estudante e os alunos da rede pública municipal têm muito a comemorar. “É um dia importante, porque eu acredito que somos o futuro da nação”, afirma com entusiasmo Grazieli Gabrieli, estudante do 9° ano da Escola Municipal de Ensino Fundamental José Américo de Almeida, que fica localizada no bairro do José Américo.

A mãe da jovem, a recepcionista, Maria Aparecida, também comemora. Segundo ela, a qualidade do ensino ofertado na Rede Municipal tem proporcionado índices satisfatórios na educação da filha. “Não tenho do que reclamar, é realmente muito bom, ainda mais com ensino em tempo integral, onde ela fica os dois turnos se dedicando aos estudos”, relata.

Os investimentos feitos pela atual gestão da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) vêm proporcionando uma evolução no acesso ao ensino e aprendizado na Rede Municipal, com a ampliação na Educação Infantil.

A partir do ano de 2013, o ensino da Capital começou a passar por uma “revolução”. Durante esses quatro anos e meio de gestão, a Educação Infantil deu um salto de 4 mil alunos para a marca de aproximadamente 13 mil - um crescimento de 225%. O aumento também se estendeu nas unidades de ensino.

O prefeito Luciano Cartaxo assumiu a gestão com apenas 43 Centros de Referência de Educação Infantil (Creis). Esses números hoje já chegam ao patamar de 85 unidades - salto de 97%.

Com a construção de 16 novas creches e a requalificação de mais 32 unidades, a rede de Educação Infantil de João Pessoa passou de 179 turmas para aproximadamente 500 - um aumento de 179%.

“A nossa gestão não abre mão de cuidar do futuro de nossas crianças. Nós estamos iniciando o primeiro grau do processo pedagógico, que é a educação infantil, que é pegar uma criança aos seis 6 meses de idade e trazer para dentro de uma creche para aprender mais cedo, para ter uma maior sociabilidade, para ter uma relação mais humanizada com as outras crianças, para poder ter uma noção do processo educacional que vai ter pela frente e para chegar mais preparada no ensino fundamental”, disse o prefeito.

É o que acredita, por exemplo, Weverton de Araújo Filho, que é profissional autônomo. Ele é pai do pequeno Wesley Santos, de 5 anos, que é acolhido pelo Centro de Referência de Educação Infantil (Crei) Maria de Fátima Amorim Navarro, que fica, também, no José Américo. “É uma satisfação muito grande vir pegar ele todos os dias e ver como é bem tratado, a gente percebe o carinho das pessoas do Crei”, afirma Weverton, já vislumbrando os próximos passos do filho:

“Ele vai direto para a escola aqui do lado”, afirma, se referindo a Escola Municipal de Ensino Fundamental Carlos Neves da Franca. “Vai ser lá que ele vai dar continuidade aos estudos, para minha tranquilidade, porque o ensino do município é realmente muito bom”, concluiu.

Investimentos em berçários - Em 2012, a rede contava com 13 turmas de berçário, mas hoje são 75, e eram atendidos apenas 215 bebês, mas com a entrega das novas salas esses números chegam a 1.700 bebês.

É na educação infantil que se começa a combater a desigualdade, onde se dá a oportunidade das crianças chegarem cedo a uma sala de aula com um ensino aprendizado de qualidade.

Para o prefeito Luciano Cartaxo, esse é um projeto que tem como parâmetro principal cuidar das famílias, das pessoas, das crianças, humanizar a cidade cada vez mais.

“Nós temos um compromisso com a cidade, com o futuro de João Pessoa. Aqui não é apenas um espaço para as crianças virem para cá aprender. Aqui estamos ensinando é para a vida, estamos dando uma oportunidade dessas crianças gostarem de estudar, de aprender, perceber que o caminho da educação é o caminho do futuro”, explicou.

Secom
Compartilha via Whatsapp

Sobre Hugo Freitas

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os leitores que quiserem fazer algum comentário, devem estar logados no facebook, clicar em Like e escrever na caixa de texto que se abrirá automaticamente.