Hemocentro da Paraíba realiza homenagem a pais com filhos também doadores S

O Hemocentro da Paraíba realizou nesta sexta-feira (11) uma homenagem especial aos pais com filhos também doadores de sangue. A ação alusiva ao Dia dos Pais buscou mostrar que a prática da doação voluntária e altruísta pode ultrapassar gerações. Houve entrega de certificados e camisas, além da realização de corte de cabelo pela equipe da CP Fios e Formas e apresentação das cantoras gospel Adriana Evelyn e Solange Nóbrega.

“Nossa intenção principal é valorizar e evidenciar o lado altruísta da figura paterna. E isso é importante porque para muitos filhos os pais são exemplos a ser seguidos. E o que nós queremos é justamente isso, que surja uma geração de doadores conscientes da importância do ato da doação de sangue”, pontuou a diretora-geral do Hemocentro da Paraíba, Luciana Gomes.

Na Paraíba, 72% das doações de sangue realizadas de janeiro a julho deste ano foram efetuadas por pessoas do sexo masculino, assim sendo, ações como a Campanha do Dia dos Pais auxilia na fidelização dos doadores, uma das grandes preocupações do Hemocentro. “A doação regular ajuda a manter o estoque dentro de um nível de segurança”, concluiu a diretora-geral.

Para homenagear os pais houve entrega de certificados e pais e filhos homenageados ainda receberam camisas. José Ubiratan Lira, 66 anos, foi um dos pais homenageados. Ele tem uma família de doadores de sangue. “Lá em casa quando se completa 18 anos a primeira coisa que se faz é doar sangue. Eu comecei cedo e meus filhos fizeram o mesmo. Eu me sinto muito bem doando sangue, não tem coisa melhor. Isso é o mínimo que se pode fazer pelo outro”, afirmou.

Thaís Espíndola, 24 anos, filha de José Ubiratan, confirmou a importância do exemplo paterno. “Desde criança eu sabia que meu pai é um doador de sangue, isso ajudou na conscientização e me fez uma doadora também”, declarou. Ela aproveitou a ação comemorativa para também fazer mais uma doação de sangue.

Outro homenageado, Mailton José da Silva, 62 anos, é doador a mais de quatro décadas. “Eu estava no Exército quando fiz minha primeira doação e nunca parei. Meus filhos são doadores e meus netos também querem ser”, disse.

O filho de seu Mailton, Flávio José da Silva, também homenageado, garante que a influência do pai foi fundamental. “Minha primeira doação foi a convite de meu pai em 1998, desde então eu sou um doador voluntário e regular. Na última terça-feira, estive no Hemocentro para mais uma doação e assim salvar vidas. Ainda sou cadastrado para doar medula óssea e faço doação por aférese”, afirmou.

Por sua vez, Ricardo Carneiro Magliano, 50 anos, acompanhado de seu filho Artur, de apenas 12 anos, garantiu que doar sangue é um gesto simples, mas fundamental. “Duas a três vezes por ano eu faço doação de sangue. Meu filho mais velho também é doador e logo, logo o Artur será mais uma pessoa que salva vidas”, declarou após ser homenageado e antes de sentar na cadeira e fazer mais uma doação de sangue.

Já Edival Gomes Soares, 53 anos, que, além de doar sangue, está inscrito no cadastro de medula óssea, recebeu a homenagem com grande entusiasmo. “Estou muito feliz e agradecido pelo reconhecimento do Hemocentro. Este é mais um incentivo para que a gente possa se sentir em casa para doar o sangue e ajudar as pessoas que necessitam”, afirmou ao receber o certificado.

A coordenadora do Núcleo de Ações Estratégicas do Hemocentro da Paraíba, Elaine Farias, ressalta que a campanha, que teve como tema ‘Amor que se multiplica pelo exemplo’,busca incentivar boas práticas, como o exemplo que passa de pai para filho.

Secom
Compartilha via Whatsapp

Sobre Hugo Freitas

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os leitores que quiserem fazer algum comentário, devem estar logados no facebook, clicar em Like e escrever na caixa de texto que se abrirá automaticamente.