Grupos visitam a Bica e participam de Terapia Assistida com Animais

Os estudantes de Biologia da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), participantes da XVI Semana de Biologia, e um grupo de crianças super dotadas, assistidas pelo Núcleo de Atividades de Altas Habilidades e Superdotação, da Fundação Centro Integrado de Apoio ao Portador de Deficiência (Funad), estiveram no Parque Zoobotânico Arruda Câmara (Bica), nesta terça-feira (29), para participar da Terapia Assistida com Animais Silvestres.

Os dois grupos interagiram durante o atendimento, realizando troca de experiência e expectativas. As crianças acompanharam os estudantes, que puderam conhecer o olhar que elas têm ao visitar um zoológico.

De acordo com Gustavo Vilar, técnico do Parque e coordenador da Terapia Assistida, normalmente os grupos são agendados separadamente e esse encontro foi uma situação incomum. “Na verdade trabalhamos com grupos que possuem algumas dificuldades de cognição, mas super cognição foi a primeira vez. Eu conversei com o pessoal da UFPB e da Funad e eles toparam fazer uma aula juntos, e assim os biólogos puderam ver qual é a curiosidade das crianças ao estar no Parque, e as crianças puderam ver como é que se discute, por exemplo, a ambientação de um recinto entre os adultos, e dar opinião a respeito”.

Aécio Galoti, uma das crianças presente ao encontro, afirmou empolgado que gostou de tudo o que viu. “Achei muito interessante as cobras e adorei tudo no Parque. Eu vi um pássaro muito grande com olhos vermelhos e um pavão, achei tudo muito legal”.

Mariana Carneiro, mãe de Aécio, ressaltou que sempre visitam a Bica, mas que considerou a experiência maravilhosa. “Hoje tivemos uma outra visão de tudo, de poder tocar nos animais e entender um pouquinho o que eles comem, e o que fazem, e ele está encantado, principalmente por poder tocar na serpente, isso foi o auge. Para ele foi ótimo por também poder viver essa experiência com outras crianças que têm a mesma forma de ver as coisas que ele”.

Serviço- A Terapia Assistida é realizada com animais silvestres, preparados para essa atividade e acontece sob agendamento prévio para grupos formados com até 20 pessoas. A terapia tem como objetivo proporcionar atendimento especial à crianças, jovens e adultos, portadores de necessidades especiais e outros grupos interessados na atividade.

Os animais presentes na atividade foram serpentes e teiú, resgatados de condição de cativeiro e tráfico, não podendo retornar à natureza e nem mesmo ficar nos recintos com os demais animais do Parque. 

A Bica está localizada na Avenida Gouveia Nóbrega – Róger, e funciona de terça a domingo, das 8h às 17h (entrada até as 16h). Mais informações 3218-9710.

Secom
Compartilha via Whatsapp

Sobre Hugo Freitas

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os leitores que quiserem fazer algum comentário, devem estar logados no facebook, clicar em Like e escrever na caixa de texto que se abrirá automaticamente.