Funesc realiza oficina sobre noções de preservação em obras de arte

A partir desta quarta-feira (30), a Fundação Espaço Cultural (Funesc) inscreve para o primeiro módulo da oficina sobre noções de preservação em obras de arte. Os interessados têm até 6 de setembro para se inscrever. As aulas de capacitação terão foco em pintura e escultura e serão ministradas pela restauradora Piedade Farias. O investimento é de R$ 40 e há apenas 15 vagas disponíveis.

A oficina será realizada no período de 11 a 15 de setembro, das 14h às 17h, com uma carga de 15 horas (três horas por dia). “É uma oficina para iniciantes. Não precisa saber nada sobre restauração”, disse Piedade Farias.

Ainda conforme Piedade o aluno conhecerá as características técnico-construtivas da obra de arte (base de suporte, técnicas de pintura, têmpera, pastel, acrílica etc). As aulas também abordarão outros pontos, como suporte e camada pictórica. “Com a oficina, o aluno saberá reconhecer as técnicas e também os agentes de degradação da obra da arte”, explicou a restauradora.

Esta ação é uma parceria entre Funesc e Secretaria de Estado da Cultura (Secult).

Piedade Farias – Nascida em Campina Grande em 1954, a arquiteta e restauradora veio ainda criança morar em João Pessoa. Graduada pela UFPB, tem especialização em Conservação e Restauração de Bens Culturais Móveis pela UFMG.

Entre 1984-1987 trabalhou na restauração do Convento de Santo Antônio/Igreja de São Francisco (Fundação Nacional Pró-Memória), tendo feito estágio em 1986, junto aos trabalhos de restauração da Igreja da Sé, em Salvador.

Em 1987, participou de cursos de Restauração de Pintura sobre tela e Encadernação e Douração, em Salvador e Recife. Trabalhou na conservação das pinturas sobre telas no Palácio da Redenção (Governo do Estado da Paraíba).

Em 1988 foi contratada pela SEC/PB, como restaurador de bens culturais, junto à Funesc. Por ato do Governo do Estado, foi designada para montar, em 1990, a Oficina de Conservação e Restauração do Centro Cultural São Francisco (João Pessoa).

Em 1991 faz estágio na área de escultura em madeira policromada e pintura sobre tela (UFMG). De volta a João Pessoa, inicia trabalhos de restauração do forro do vestíbulo da Igreja de Nossa Senhora do Carmo.

Em 1992 vai a Campina Grande prestar serviços no Museu de Arte Assis Chateaubriand, na restauração de pintura sobre tela, atividade mantida até meados de 1993, quando voltou a João Pessoa para atuar na restauração do Mosteiro de São Bento.

Restaurou as pinhas em terracota vitrificada do sobrado Santos Coelho (Casarão dos Azulejos). Em 1997 participou da inventariação dos bens móveis e integrados do Museu de Arte Sacra de Alagoas (Marechal Deodoro) e na restauração do Convento de Santo Antônio (Igarassu-PE).



SERVIÇO

Oficina sobre noções de preservação em obras de arte – módulo 1
Inscrições: 30 de agosto a 6 de setembro
Início das Oficinas: 11 a 15 de setembro (duração: 5 dias)
Local das inscrições: Espaço Cultural José Lins do Rego/ Sala da DDAC – Bloco Administrativo, Mezanino, Rampa 1
Horário das inscrições: 9h às 12h e 14h às 16h
Local da oficina: Laboratório de Restauro de Obras de Arte - Box 17
Realização: Funesc/Secult

Secom
Compartilha via Whatsapp

Sobre Hugo Freitas

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os leitores que quiserem fazer algum comentário, devem estar logados no facebook, clicar em Like e escrever na caixa de texto que se abrirá automaticamente.