Solenidade marca o Dia Nacional do Bombeiro Militar na Paraíba

Para celebrar o Dia Nacional do Bombeiro Militar, comemorado em 2 de julho em todo o país, o Corpo de Bombeiros Militar da Paraíba (CBMPB) realiza uma solenidade às 9h30 desta terça-feira (4), no pátio do Quartel do Comando Geral, na Capital. O evento contará com homenagens e entrega simbólica de novas viaturas; além da concessão do Espadim Dom Pedro II para os novos cadetes do CBMPB.

O espadim é a arma símbolo daqueles que são aprendiz de oficial e, neste ano, será entregue aos oito novos alunos do Curso de Formação de Oficiais BM. Eles acabaram de ingressar na qualificação e, após três anos de estudos em período integral, estarão prontos para reforçar o efetivo do CBMPB no serviço de prevenção e socorro prestado à população paraibana.

Durante o evento, também serão reconhecidas as autoridades civis e militares que têm contribuído para o avanço do CBMPB. Nesse sentido, 88 pessoas serão homenageadas com a barreta ou a medalha dos 100 anos do Corpo de Bombeiros Militar da Paraíba, instituída este ano em alusão ao centenário da corporação.

Dentre os homenageados, destaca-se a menção a bombeiros militares da reserva, como uma forma de prestigiar aqueles que fazem parte da história da corporação nesses 100 anos de existência. Inclusive o bombeiro vivo com mais tempo de ingresso no CBMPB, o cabo Luiz Adauto da Silva, hoje com 91 anos, estará presente e será agraciado.

Investimentos - No total, 29 veículos serão disponibilizados neste mês de julho pelo Governo para o CBMPB, sendo 20 do tipo  Ka sedan, três caminhonetes do tipo Amarok, três Doblos e três ‘vans’ do tipo Master. Os equipamentos representaram um investimento de aproximadamente R$ 1 milhão.

Conforme o comandante geral do CBMPB, coronel Jair Carneiro de Barros, todas as 11 unidades do CBMPB receberão algumas dessas viaturas, o que aumentará a capacidade de pronto atendimento. Os do tipo Ka Sedan serão destinados especificamente para o serviço de vistoria e fiscalização, desenvolvido através da diretoria e centros técnicos, reforçando a atividade preventiva em todo o Estado.

Já as caminhonetes serão empregadas no serviço diário de atendimento de emergências, enquanto as vans auxiliarão no transporte da tropa para fins diversos. “Mesmo em meio as dificuldades do país, o governo continua se esforçando em prover os melhores recursos materiais para cumprirmos a nossa missão de salvaguardar vidas e bens dos paraibanos”, destacou o comandante.

História - No Brasil, a história do Corpo de Bombeiros começou em 1856, quando o Imperador Dom Pedro II (considerado o patrono da corporação), preocupado com o grande perigo de incêndios na Capital do país, na época Rio de Janeiro, instituiu o Corpo Provisório de Bombeiros da Corte no Rio de Janeiro.

Esse foi o primeiro serviço de extinção de incêndio em todo o país 
Em 1880, a corporação passou a ter organização militar, sendo concedidos postos e insígnias aos seus componentes.

Ao longo dos anos, as atividades dos Bombeiros Militares também foram ampliadas, de forma que os Corpos de Bombeiros Militares também realizam hoje serviços de resgate e salvamento de pessoas e animais, atendimento pré-hospitalar, atividades de defesa civil e de prevenção e fiscalização em edificações - dentre outras.

Secom PB
Compartilha via Whatsapp

Sobre Hugo Freitas

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os leitores que quiserem fazer algum comentário, devem estar logados no facebook, clicar em Like e escrever na caixa de texto que se abrirá automaticamente.