Ricardo lança programa Janela para o Futuro e beneficia jovens que cumprem medidas socioeducativas

O governador Ricardo Coutinho lançou, nesta segunda-feira (24), no Centro Educacional do Jovem (CEJ), em João Pessoa, o programa de Educação Cidadã Integral Janela para o Futuro, ação pioneira no Brasil que visa oferecer educação em tempo integral e qualificação profissional aos jovens em cumprimento de medidas socioeducativas, promovendo a formação de cidadãos que possam reconstruir sua cidadania e atuar produtivamente na sociedade e no mercado de trabalho. O arcebispo da Paraíba, Dom Manoel Delson, deputados estaduais, auxiliares do Governo, representantes do poder judiciário, conselheiros tutelares e outras autoridades participaram da solenidade.
Em seu pronunciamento, o governador Ricardo Coutinho ressaltou o pioneirismo do programa Janela para o Futuro e enfatizou a preocupação do Estado com a ressocialização dos jovens que cumprem medidas socioeducativas, destacando que o melhor caminho para isso é investir na educação e na profissionalização.
"Vamos garantir a ocupação do tempo desses jovens, a partir da educação com um conceito diferenciado, idêntico ao que estamos fazendo nas Escolas Cidadãs Integrais. Estamos também agregando cursos profissionalizantes, o que representa um avanço enorme. Creio que o resultado a médio prazo será extremamente importante, de ressocialização, propriamente dita. Nosso objetivo é dar uma profissão a estes adolescentes e jovens que estão cumprindo medidas socioeducativas. O programa é o grande salto de toda política específica para jovens em infração com a lei, de todos estes anos, porque estamos investindo em algo que poderá dar um futuro diferenciado para estas pessoas", observou Ricardo Coutinho.
“Estamos tratando da discussão da juventude que comete algum ato infracional e como fazer com que ela retorne a sociedade com uma nova perspectiva de vida. Implantar esse tipo de escola nas unidades socioeducacionais é algo inovador, ousado, mas também difícil, por isso é preciso a ajuda de todos nessa ação. A educação é fundamental, ela representa a oportunidade de dar um novo significado a vida destes jovens”, pontuou a secretária de Desenvolvimento Humano, Cida Ramos.
Serão ofertados aos socioeducandos cursos de gesseiro, montador de calçados, eletricista, confeiteiro, padeiro, mecânico, manutenção de microcomputadores, entre outros.  O Programa funcionará sob a responsabilidade da Secretaria de Estado da Educação (SEE) em articulação com a Fundação Desenvolvimento da Criança e do Adolescente Alice de Almeida (Fundac) e a Secretaria de Desenvolvimento Humano (Sedh), com proposta pedagógica, base curricular e gestão administrativa específicas para estes estudantes, observando o Plano Estadual de Atendimento Socioeducativo da Paraíba (2015-2024) e a Resolução CNE/CEB nº 3, de 13 de maio de 2016.
O secretário da Educação, Aléssio Trindade, explicou que os professores vão se dedicar de forma integral ao programa Janela para o Futuro, além disso, os coordenadores pedagógicos estarão presentes dando todo o suporte necessário. "Serão ofertadas educação em tempo integral em todas as etapas e modalidades e ensino profissional. Já fizemos acolhimento com as famílias e alunos e está tudo preparado para o bom andamento das aulas, oficinas e cursos. Buscamos a conexão do estudante com um novo projeto de vida, dando uma nova visão e perspectiva de futuro", disse.
De acordo com o presidente da Fundac, Noaldo Meireles, este programa tem a capacidade de modificar a realidade dos jovens que cumprem medidas socioeducativas. “Para muitos será a grande oportunidade de mudança de vida. Eles terão a chance de estudar em uma escola em tempo integral com cursos profissionalizantes. As oito unidades da Fundac estão sendo contempladas, cinco em João Pessoa, duas em Lagoa Seca e uma em Sousa, beneficiando mais de 500 jovens”, frisou.
Para o procurador da República, José Godoy, o programa Janela para o Futuro é um grande passo na socioeducação na Paraíba. "Ter a coragem de instalar escolas em tempo integral nas unidades socioeducacionais é algo importantíssimo. Esta atitude representa um passo enorme na socioeducação e também vai contribuir para a diminuição da violência, já que a ideia é fazer com que os jovens que hoje se encontram nestas unidades não cometam mais nenhuma infração quando retornarem à sociedade. Eles terão qualificação para serem inseridos no mercado de trabalho e terem uma vida digna", comentou.
"Esse projeto merece todas as bênçãos, porque dá oportunidade de reeducação para os jovens, sendo uma ação que representa esperança para os que cumprem medidas socioeducativas. Parabenizo o Governo do Estado pela iniciativa", disse o arcebispo da Paraíba, Dom Manoel Delson. 
O socioeducando D.L. ressaltou que esse programa representa uma nova oportunidade de vida para os jovens que querem se qualificar e ter uma profissão. "Faz um ano e meio que estou cumprindo medida socioeducativa. Quando eu cheguei na unidade, achei que tudo tinha acabado, mas vejo que através da educação eu tenho como mudar meu caminho. Fiz o Enem, estou cursando engenharia no IFPB e quero sair daqui um cidadão de bem", comentou.
Compartilha via Whatsapp

Sobre Hugo Freitas

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os leitores que quiserem fazer algum comentário, devem estar logados no facebook, clicar em Like e escrever na caixa de texto que se abrirá automaticamente.