Rede Municipal de Saúde oferta tratamentos com práticas integrativas e complementares

A Rede Municipal de Saúde de João Pessoa oferta diversos tipos de tratamentos aos seus usuários, entre eles, as práticas integrativas e complementares em saúde. Essas práticas buscam estimular os mecanismos naturais de prevenção e recuperação da saúde por meios eficazes e seguros, no desenvolvimento do vínculo terapêutico e na integração do ser humano com o meio ambiente e a sociedade.

Na Capital, esse tipo de tratamento está disponível em três Centros de Práticas Integrativas e Complementares em Saúde (Cpics): Equilíbrio do Ser, no bairro dos Bancários; Canto da Harmonia, no Valentina Figueiredo; e Cinco Elementos, no Parque Zoobotânico Arruda Câmara.

A rede de serviços de Práticas Integrativas e Complementares de Saúde oferece aos usuários atendimentos individuais e práticas coletivas. Entre as práticas individuais oferecidas por esses espaços, estão a acupuntura; aurículopuntura; homeopatia; fitoterapia; arteterapia (individual); terapia floral; quiropraxia; reiki; aromaterapia; massoterapia; terapia e massagem ayurvédica; gestalt terapia; reflexologia podal e naturologia, que também inclui iridologia e geoterapia.

Há também as práticas coletivas como a biodança; danças circulares; tai chi chuan; terapia c​omunitária; yoga; cuidando do c​uidador (r​esgate da autoestima); automassagem preventiva; arteterapia; cura em expressão (artes plásticas); meditação; consciência corporal; constelação familiar; dança do sagrado feminino e círculo de gestantes. Além das práticas em medicina tradicional chinesa, ventosa, moxabustão, Tai Chi Chuan, homeopatia, fitoterapia, reiki, entre outras terapias.

De acordo com a coordenadora de Práticas Integrativas e Complementares da SMS, Mônica Heyoan, o principal objetivo da atividade é fortalecer estas práticas como política nacional. “Estamos possibilitando a troca de experiências, além de contribuir para uma construção coletiva por uma nova cultura de saúde e para uma opção terapêutica no Sistema Único de Saúde”, afirmou.

Socorro César Carneiro, de 52 anos, é usuária do Cpics Equilíbrio do Ser e conta com os benefícios das terapias alternativas “Minha mãe sempre se cuidou aqui e me chamou. Já fiz reiki e a agora estou fazendo reflexologia podal. É um benefício que a pessoa recebe e o melhor de tudo, sem precisar pagar nada. Minha vida melhorou bastante. Atualmente vivo num bem-estar constante”, disse.

Para o cadastro no serviço, solicita-se a carteira de identidade, CPF, comprovante de residência e o cartão do Sistema Único de Saúde (SUS). O cidadão passa por uma escuta qualificada individual, realizada por um terapeuta, que vai indicar uma terapia a ser feita. O acesso é por demanda espontânea ou encaminhamento através da Unidade de Saúde da Família (USF) de referência.

Mais informações:
CPICS – Canto da Harmonia
Endereço: Rua Ulisses Alves Pequeno, s/n°. Valentina Figueiredo.
Telefone: 3218.9841

CPICS – Equilíbrio do Ser
Endereço: Av. Sérgio Guerra, s/n°. Bancários.
Telefone: 3214.2921

CPICS – Cinco de Elementos
Endereço: Parque Zoobotânico Arruda Câmara
Telefone: 3218.9817

Secom
Compartilha via Whatsapp

Sobre Hugo Freitas

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os leitores que quiserem fazer algum comentário, devem estar logados no facebook, clicar em Like e escrever na caixa de texto que se abrirá automaticamente.