Operação Impacto: Polícia prende cinco pessoas suspeitas de tráfico e homicídio

Um trabalho integrado das Policias Civil e Militar conseguiu prender cinco pessoas suspeitas de tráfico de drogas e homicídios nos municípios de Cuitegi, Alagoinha e Araçagi, na região metropolitana de Guarabira. A ação, batizada de Operação Impacto, foi realizada na quarta-feira (26) e na quinta-feira (27) e envolveu 120 policiais da 8ª Delegacia Seccional da Polícia Civil e do 4º Batalhão da Polícia Militar. Eles saíram às ruas para cumprir mandados de prisões expedidos pela Justiça depois da análise do material dos levantamentos realizados pelo Núcleo de Inteligência das polícias.

Os levantamentos feitos com a ajuda de informações repassadas para o 197 Disque Denúncia identificaram os pontos de vendas de entorpecentes na região metropolitana de Guarabira. Foram realizadas buscas e apreensões em 16 locais. O trabalho foi feito de forma simultânea para evitar que os suspeitos fugissem. Adriana Pedro de Oliveira Carvalho foi presa na quarta-feira, no sitio Valentim, na zona rural do município de Caiçara. De acordo com levantamentos policiais, ela é foragida do Presídio Feminino Julia Maranhão na Capital e já possuía um mandado de prisão.

No dia 26 também foram presos José Anderson Carvalho de Vasconcelos, 22 anos, no bairro do Castelo Branco, em Araçagi; e Ronielson da Silva Nunes, 19 anos, no bairro Centro, também no município de Araçagi. Os dois são suspeitos de praticar o crime de tráfico de drogas. Já na quinta-feira (27), os policiais prenderam pelo crime de posse ilegal de arma de fogo, no município de Alagoinha, Alessandro Douglas Sales de Monteiro. Na residência dele, foi encontrada uma arma de fogo de fabricação caseira. Em Cuitegi, o alvo foi Eduardo Cirilo da Silva Santos, 21 anos. Na casa dele foram encontrados dois revólveres.  

Todos os suspeitos presos durante a Operação Impacto foram levados para a delegacia e depois de ouvidos em depoimento foram encaminhados para o Presídio de Guarabira e Cadeia Púbica de Alagoinha, onde vão aguardar pela decisão da Justiça. 

Secom PB

   
Compartilha via Whatsapp

Sobre Hugo Freitas

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os leitores que quiserem fazer algum comentário, devem estar logados no facebook, clicar em Like e escrever na caixa de texto que se abrirá automaticamente.