Luciano Cartaxo autoriza obras da Villa Sanhauá e reabilita casarões históricos para moradias e comércio

O resgate da vida no berço de João Pessoa, onde sua história começou e a partir de onde ela se desenvolveu, torna-se cada dia mais efetivo pela Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP). Após uma série de obras que já modificaram o perfil do Centro Histórico, tornando o espaço novamente ocupado pela população em atividades de entretenimento, esporte, cultura e lazer, o prefeito Luciano Cartaxo assinou, na manhã desta quarta-feira (12), no Hotel Globo, as obras do Projeto Villa Sanhauá, para a reabilitação de oito casarões históricos da Rua João Suassuna, que serão ocupados por moradias e estabelecimentos comerciais.

Todo o projeto, vanguardista no País, foi inteiramente elaborado por técnicos da Secretaria de Habitação Social (Semhab) e será desenvolvido com recursos próprios da administração municipal, orçado em R$ 4.211.934,00. Os oito casarões comportarão 17 unidades habitacionais e seis comerciais, além de um prédio destinado a uma instalação institucional da PMJP. O projeto, que integra todo um planejamento da atual gestão para recuperar o Centro Histórico, já era esperado há mais de 14 anos pela população da Capital.

“Estamos finalmente tirando do papel um projeto já prometido por tanta gente, mas que só acontece agora porque tivemos paciência, tempo, maturidade e coragem para realizar. O Centro Histórico tem suas próprias regras, uma legislação específica que tinha que ser respeitada e nós tivemos a determinação de cumprir todas as etapas, o que demonstra nosso compromisso com a sua revitalização. É um desafio muito grande, é o primeiro projeto no Brasil que contempla moradias de qualidade no Centro Histórico e estamos mostrando, através dele, que é possível fazer investimentos pela cidade na saúde, educação, habitação, mas sem esquecer nossa história, nossa origem e nosso passado”, afirmou Luciano Cartaxo.

O projeto foi analisado e autorizado pelo Instituto do Patrimônio Histórico Nacional e Cultural Nacional (Iphan) e Estadual (Iphaep), pela Cagepa e pela Energisa, e respeita todas as normatizações técnicas. A equipe da PMJP teve o cuidado de garantir, entre outras coisas, a ventilação e iluminação natural das edificações. Uma das etapas do projeto consistiu no processo arqueológico, no qual foram recolhidos, através de escavações feitas nos casarões, diversos objetos históricos, principalmente em porcelana e cerâmica.

Segundo o prefeito, este projeto é um incentivo a mais para a ocupação do Centro Histórico também pela iniciativa privada. “Com o crescimento da cidade para a Zona Sul e região da Orla, o Centro de João Pessoa foi se esvaziando do ponto de vista da moradia ao longo das décadas e efetivamente não se via nenhuma ação no sentido de reocupar estes espaços. Mas estamos trazendo vida de volta ao Centro Histórico e dando incentivos para que os empresários também voltem a investir nesta região tão importante para o resgate de nossa história”, destacou Luciano Cartaxo.

Vida no Centro Histórico – Desde o início da gestão, em 2013, o prefeito Luciano Cartaxo tem se empenhado para recuperar toda a região central de João Pessoa, levando sustentabilidade para o Centro Histórico da terceira Capital mais antiga do País. Dentre as obras já entregues e onde já é possível ver um novo uso e ocupação pela população, estão o Novo Parque da Lagoa Solon de Lucena, Praça da Independência, Praça da Pedra, Praça João Pessoa, Praça 1817, Hotel Globo, Casa da Pólvora e Galeria Augusto dos Anjos. O Conventinho também está com obras adiantadas e será a primeira biblioteca municipal de João Pessoa e uma escola de artes.

Além dessas obras, o prefeito inaugurou, no final do ano passado, uma Base Integrada da Guarda Municipal, nas proximidades do Hotel Globo, para garantir a segurança preventiva e cidadã aos moradores e turistas que visitam o Centro Histórico e, além da preservação da história da cidade.

Secom
Compartilha via Whatsapp

Sobre Hugo Freitas

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os leitores que quiserem fazer algum comentário, devem estar logados no facebook, clicar em Like e escrever na caixa de texto que se abrirá automaticamente.