Hospitais da Rede Municipal de Saúde realizam cerca de 60 mil atendimentos ao mês

Em João Pessoa, os usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) contam com uma rede hospitalar composta por quatro hospitais municipais: o Complexo Hospitalar de Mangabeira Governador Tarcísio de Miranda Burity (Ortotrauma), Instituto Cândida Vargas (ICV), Hospital Municipal Santa Isabel (HMSI) e o Hospital Municipal Valentina (HMV). Juntas, as quatro unidades realizam aproximadamente 60 mil atendimentos ao mês.

Os quatro hospitais da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) apresentam uma capacidade instalada de 583 leitos, entre clínicos, de UTI e isolamento. Além desses leitos, a rede também é composta por hospitais privados que atendem por meio de contrato com o município.

O acesso ao serviço acontece por demanda espontânea, caso o hospital seja porta-aberta, através do Samu e da regulação. Em casos de hospitais ‘porta fechada’, como é o caso do Hospital Municipal Santa Isabel, as consultas são marcadas de acordo com as especialidades cirúrgicas e os internamentos através da regulação.

De acordo com a gerente hospitalar da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Dorinha Macedo, a assistência prestada na rede hospitalar é contínua e quando necessário, após receber alta, os usuários são encaminhados para assistência especializada, dando sequência ao tratamento. “Além dos atendimentos em urgências e emergências, também são realizadas cirurgias, tratamentos, exames, consultas e acompanhamentos nas mais diversas especialidades”, afirma.

Usuários de regiões circunvizinhas e até mesmo de outros estados também são atendidos pela rede SUS da capital por meio da Programação Pactuada Integrada (PPI). Atualmente os 223 municípios do estado têm pactuação com João Pessoa.

Instituto Cândida Vargas - O Instituto Cândida Vargas (ICV) realiza 494 partos, entre natural e cesáreo, e mais de 2,3 mil atendimentos por mês. Referência em maternidade na Paraíba e considerado como um dos melhores hospitais na área no Nordeste, o ICV oferece desde acompanhamento pré-natal até um Banco de Leite, para os casos de mães que não conseguem amamentar.

Em 2016, foram 3915 partos realizados em nascidos vivos. Desde janeiro deste ano, já foram realizados mais de 2,6 mil partos em nascidos vivos. Além de trabalhar na realização do parto, o instituto integra uma série de cuidados com a mãe e o recém-nascido.

Para as mães que desejam ter seu filho de forma natural, há um programa de acompanhamento e preparação para o parto normal. Uma equipe com fisioterapeutas e psicólogos informa a mãe sobre pré e pós-parto e oferece um curso de primeiros cuidados com o bebê.

Hospital Municipal do Valentina (HMV) - Referência no atendimento clínico de pediatria da Rede Municipal de Saúde, o HMV realiza em média 5.200 atendimentos por mês.  Por ser um hospital de ‘porta aberta’, ou seja, recebe demanda espontânea, o HMV trabalha o acolhimento com classificação de risco, otimizando os atendimentos de urgência e emergência em espaços adequados a essas atividades com leitos de assistência em sala de estabilização vermelha e sala amarela.

A unidade conta ainda, com 77 leitos, para internações de pediatria clínica, para pacientes do bloco cirúrgico, leitos pós-cirúrgicos, de UTI, de isolamento e para observação. Em média realiza 200 internações por mês em acomodações padronizadas pelo Ministério da Saúde, garantindo boas condições ao tratamento das crianças e comodidade aos acompanhantes.

Complexo Hospitalar de Mangabeira Governador Tarcísio de Miranda Burity (Ortotrauma) - Referência em ortotraumatologia, o Ortotrauma, entre urgência e emergência, realizou em 2017 mais de 90 mil exames de análises clínicas e uma média de 50 mil atendimentos mensais. A unidade hospitalar também realiza exames mais complexos a exemplo da endoscopia e colonoscopia. O serviço atende tanto a área metropolitana de João Pessoa, como municípios de todo o Estado de forma regulada e pactuada.

O Complexo Hospitalar tem um total de 190 leitos. Nos primeiros cinco meses deste ano, foram realizadas 2.620 cirurgias, o que representa um acréscimo de 11,24% sobre o mesmo período de 2016. Do total de cirurgias realizadas 80% são ortotraumatológicas, mas também são feitas outros tipos de cirurgia, como por exemplo, cirurgias gerais, torácicas, urológicas e odontológicas.

Pacientes com fraturas e cirurgias de lesões crônicas do sistema osteoarticular, a exemplo de traumas na mão, punho, antebraço, braço, cotovelo e tíbia, são tratados no Ortotrauma. Caso haja suspeita de problemas neurológicos e lesões vasculares o paciente deve ser encaminhado para o Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena.

O Ortotrauma ainda oferece outros serviços de saúde à população. Referência no tratamento da dor crônica, o Centro de Reabilitação e Tratamento da Dor (Cendor) oferece aos pacientes com dificuldade de locomoção, várias especialidades em um mesmo lugar. As pessoas com transtornos mentais também podem ser atendidas no Ortotrauma. O Pronto Atendimento de Saúde Mental (Pasm) disponibiliza atendimento 24 horas para pessoas que necessitam de tratamento da saúde mental e dependentes químicos.

Hospital Municipal Santa Isabel (HMSI) – HMSI tem realizado em média 2.933 consultas e em torno de 256 cirurgias ao mês. Ao todo são 134 leitos, incluindo UTI geral e UTI Cardiologia. Atende várias especialidades como urologia, proctologia, ginecologia, neurocirurgia e cardiologia.

Funciona diariamente durante 24h. O atendimento é ‘porta fechada’ e para ter acesso aos serviços oferecidos no Hospital Santa Isabel, o usuário deve ser encaminhado pela rede municipal de Saúde.  O HMSI realiza cirurgias eletivas de médias e altas complexidades, assistência às doenças cardiológicas e assistência às doenças renais crônicas. A unidade tem como público alvo os usuários adultos, sendo referência para as consultas ambulatoriais reguladas, procedimentos cirúrgicos eletivos e urgências cardiológicas referenciadas pela rede.

Secom
Compartilha via Whatsapp

Sobre Hugo Freitas

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os leitores que quiserem fazer algum comentário, devem estar logados no facebook, clicar em Like e escrever na caixa de texto que se abrirá automaticamente.