Evento da PMJP debate papel social da mulher negra em escola

Na próxima terça-feira (25) são celebrados o Dia Internacional da Mulher Negra Latino-americana e Caribenha e o Dia Nacional de Tereza Benguela e da Mulher Negra. Marcando a passagem das datas, a Secretaria Extraordinária de Políticas Públicas para as Mulheres, através da Coordenação de Educação Inclusiva e em parceria com a Coordenadoria de Igualdade Racial, realiza uma roda de conversas sobre o papel social da mulher negra. O evento acontecerá na Escola Municipal Zumbi dos Palmares, em Mangabeira, a partir das 9h.

O objetivo é reafirmar a identidade, a história, a cultura e promover reflexões sobre a realidade da mulher negra na América do Sul. O evento também pretende debater o papel da mulher negra na luta contra a opressão e o racismo na sociedade. “A discriminação atinge principalmente as mulheres pobres e negras. Com esse evento, queremos promover a valorização dessas mulheres e de sua cultura”, explicou a secretária de Políticas Públicas para mulheres da capital paraibana, Adriana Urquiza.

Para a secretária, diante da realidade de invisibilidade, violência e discriminação que vivem as mulheres, jovens e meninas negras no Brasil, reconhecer símbolos como Teresa Benguela é empoderá-las, bem como torná-las resistentes ao combate a qualquer tipo de opressão racial.

Quem foi Teresa Benguela - Rainha Tereza, como também ficou conhecida, viveu no século XVIII no Vale do Guaporé, no Mato Grosso. Ela liderou o Quilombo de Quariterê após a morte de seu companheiro, José Piolho, morto por soldados. Segundo documentos da época, o lugar abrigava mais de 100 pessoas, com aproximadamente 79 negros e 30 índios. O quilombo resistiu de 1730 ao final do século. Tereza foi morta após ser capturada por soldados em 1770. Não se sabe a causa de sua morte.

Sua liderança se destacou com a criação de uma espécie de Parlamento e de um sistema de defesa. Ali, era cultivado o algodão, que servia posteriormente para a produção de tecidos. Havia também plantações de milho, feijão, mandioca, banana, entre outros.

Secom
Compartilha via Whatsapp

Sobre Hugo Freitas

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os leitores que quiserem fazer algum comentário, devem estar logados no facebook, clicar em Like e escrever na caixa de texto que se abrirá automaticamente.