Boato de 'maior chuva dos últimos 50 anos' se espalha em redes sociais e Aesa explica

A Agência Executiva de Gestão das Águas (Aesa) confirmou, ao Portal Correio, nesta sexta-feira (7), a possibilidade de fortes chuvas para as próximas horas na faixa litorânea da Paraíba, mas alertou para o 'alarde' indevido provocado por compartilhamentos em redes sociais. Mensagens que circulam desde essa quinta-feira (6) falam na "formação de tempestades" e “maior chuva dos últimos 50 anos”.

“A tempestade está se retroalimentando. Vai chover forte por pelo menos mais dois dias, com chuvas acima de 200 milímetros. Se confirmado, será um ciclo fora do modelo e diria que existe risco de registros localizados de maior volume em período de 50 anos”, diz o texto que tem sido espalhado na internet.

Segundo a meteorologista Marle Bandeira, a previsão de chuvas com intensidade de moderada a forte é uma realidade, mas a população não deve ficar temerosa.  Ela explica que chuvas fortes são normais nesta época do ano. Ainda de acordo com a profissional, as imagens compartilhadas são de um sistema meteorológico que já se desfez.

"Existe a possibilidade de chuvas, mas não é necessário esse alarde todo. Há uma aglomeração de nuvens que vêm do oceano com direção à costa leste, só que não é possível prever a quantidade exata em milímetros. A Aesa está com monitoramento 24 horas dos sistemas meteorológicos e em contato constante com a Defesa Civil, para emissão de possíveis alertas”, explicou.

Alerta

Na manhã dessa quinta, o Centro Virtual para Avisos de Eventos Meteorológicos Severos para o Sul da América do Sul (Alert-AS) já havia colocado João Pessoa e mais 67 cidades em área com perigo de acumulado de chuvas.

À noite, foi a vez da concessionária de energia elétrica Energisa comentar os riscos. A empresa divulgou que verificou chance de chuvas acompanhadas de raios para esta sexta-feira e sábado (8). De acordo com o comunicado, cuidados com equipamentos elétricos devem ser reforçados. A Energisa orienta que aparelhos sejam desligados.

Nesta sexta, a Defesa Civil de João Pessoa reforçou que continua em alerta para possíveis transtornos. O órgão disse que levará em conta os avisos emitidos pelo Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), cujo site estava fora do ar até a publicação desta matéria.

Os alertas emitidos pelo Cemaden possuem quatro níveis de risco: leve, moderado, alto e muito alto. “Quando uma região com risco elevado de incidentes como deslizamentos e enxurradas é visitada por frentes frias ou por concentrações de nuvens que podem gerar pancadas de chuvas, o aviso é emitido imediatamente. A Defesa Civil está de prontidão para tomar as providências cabíveis caso recebamos qualquer aviso da Cemaden”, informou o coordenador Noé Estrela.

Em casos de urgência, a população pode acionar a Defesa Civil pelo telefone 0800 285 9020

Portal Correio
Compartilha via Whatsapp

Sobre Hugo Freitas

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os leitores que quiserem fazer algum comentário, devem estar logados no facebook, clicar em Like e escrever na caixa de texto que se abrirá automaticamente.