Dia do Asteroide tem evento internacional, palestras e exposição de meteoritos na Funesc

Já imaginou o que aconteceria se um grande asteroide caísse em uma cidade paraibana??? Pois é... Uma exposição de fotomontagens sobre essa catástrofe estará aberta ao público sexta-feira que vem, dia 30, na Fundação Espaço Cultural da Paraíba (Funesc), em João Pessoa, dentro da programação do Dia do Asteróide. Entre 19h e 22h, haverá palestras, debates e uma participação ao vivo na ‘Live’ do Asteroid Day do Space Today.

O evento – que acontece simultaneamente em diversas cidades do planeta e é uma campanha de conscientização global - tem coordenação regional do Asteoroid Day, Associação Paraibana de Astronomia e o Núcleo de Ensino e Pesquisa em Astronomia do IFPB, além da Bramon (Rede Brasileira de Observação de Meteoros).

“Mostraremos fotomontagens de como seria o impacto de um asteroide em João Pessoa. Estima-se que um milhão de asteroides podem se chocar com a terra, mas a maioria é inofensiva”, disse Marcelo Zurita, da organização do evento. Em João Pessoa, a Bramon observa meteoros desde 2015 e conta atualmente com seis postos de observação (Bairro dos Estados, Expedicionários, Torre, Tambauzinho, Brisamar, Bancário e Altiplano) instaladas em casas, apartamentos e escritórios.

Ele relembrou que, em 1908, um asteroide caiu na Sibéria e devastou uma área em que caberiam as regiões metropolitanas de todas as capitais nordestinas. Zurita também destacou que não é preciso ser especialista para participar desse evento. “Queremos atrair o maior número de pessoas, mesmo aquelas que não têm nenhum conhecimento a respeito”, declarou Zurita.

A programação começa às 19h, com uma sessão no Planetário da Funesc. Às 20h30, haverá transmissão ao vivo do evento para o Canal Space Today, com abertura e mediação de Sérgio Sacani (RJ). Saulo Machado (CE) falará sobre ‘Asteroid Day - Histórico e objetivos’. Marcelo Zurita (PB), sobre ‘30 de Junho de 1908 - O Dia em que o Mundo Quase Acabou’.

Já Cristóvão Jacques (MG) terá como tema ‘Contribuição Amadora para a Busca de Asteroides’. Carlos Di Pietro (SP) falará sobre ‘Bramon - A Rede Brasileira de Observação de Meteoros e sua Contribuição para a Pesquisa de Asteroides’. E Gabriel Gonçalves (SP) fará palestra sobre ‘Crateras de Impacto no Brasil’.

A programação paralela - entre 19h e 22h - contará com a exposição de fotomontagens “Um Asteroide na Paraíba”, exposição de modelos de asteroides e exposição de fragmentos de meteoritos. Todas essas mostras são de responsabilidade de Marcelo Zurita.

Damião Carvalho, do Planetário da Fundação Espaço Cultural, explica que o Asteroid Day foi registrado na ONU, que reconheceu 30 de junho como Dia Internacional do Asteroide. “Um evento que tem tudo a ver com a Funesc, por causa do Planetário e da Estação Ciência. Os programas que estão passando agora no Planetário têm relação com isso”, concluiu Damião.

Convidados para a Transmissão ao Vivo

Sérgio Sacani

Geólogo, graduado em Geofísica pela Universidade de São Paulo (1999), mestrado em Ciências e Engenharia do Petróleo pela Universidade de Campinas (2003) e doutorado em Geociências pela Universidade de Campinas (2007). Tem experiência na área de Geociências, com ênfase em Geofísica Aplicada, atuando principalmente nos seguintes temas: modelagem sísmica, caracterização de reservatórios e geoestatística. É fundador do Space Today, um canal voltado para a divulgação da astronomia, astrofísica, astronáutica e áreas afins.

Saulo Machado

Graduado em Administração de Empresas. Começou vinculo profissional com a Astronomia entre 1990 e 1991 como monitor de observação do céu no Museu de Astronomia e Ciências Afins (RJ). Em Sobral/CE foi coordenador-gerente do Museu do Eclipse e astrônomo do Observatório Henrique Morize, em Sobral/CE, onde desenvolveu programas e eventos de difusão científica. Ajudou a fundar a Associação Fortalezense de Astronomia, onde realizou eventos observacionais abertos ao público (Quarta Celeste) e registro de observação de meteoros. É fundador e presidente do GaeA - Grupo de Apoio em Eventos Astronômicos, fundado no Ano Internacional da Astronomia para auxiliar em eventos de difusão e pesquisa astronômica. É especialista em Astronomia Observacional, Uranografia, Mitologia das Constelações, Arqueoastronomia/Etnoastronomia, Observação de Meteoros. Colaborador da REA (Rede de Astronomia Observacional) e da LIADA (Liga Iberoamericana de Astronomia). Em 2016, Saulo foi nomeado, pelos fundadores do Asteroid Day, coordenador das atividades do evento no Brasil.

Marcelo Zurita

Empresário, graduado em Telemática pelo Centro Federal de Ensino Tecnológico da Paraíba em 2003. Membro da Associação Paraibana desde 2012, onde trabalha com divulgação científica e eventos públicos. Em 2015 passou a integrar a BRAMON, a Rede Brasileira de Observação de Meteoros, onde além de manter o monitoramento de 3 estações em João Pessoa, também desenvolveu trabalhos de pesquisa ajudaram a identificar as primeiras chuvas de meteoros brasileiras. Em 2016, foi convidado por Saulo Machado a coordenar as atividades do Asteroid Day na região Nordeste.

Cristóvão Jacques

Graduado em Engenharia Civil e Física pela UFMG e MBA em Gestão de Negócios pela USP, Cristóvão Jacques é ex Presidente e atual Diretor do Centro de Estudos Astronômicos de Minas Gerais e da Rede de Astronomia Observacional (REA). Co-descobridor de 15 Supernovas e 3 Estrelas variáveis pelo Projeto BRASS, descobridor de 16 asteróides do cinturão principal, 12 asteróides próximos à Terra e 3 cometas pelo projeto SONEAR, foi premiado pelo Planetary Society, em 2000, pela observação de NEOS e com o prêmio Edgard Wilson, em 2014, pelo descobrimento de 2 cometas.

Gabriel Gonçalves

Formado em Engenharia Química pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), mestre pelo Programa de Pós-Graduação em Engenharia Química (UFSCar), com ênfase em Engenharia Bioquímica, atuando principalmente na produção de proteínas recombinantes em cultivos de E. coli. Atualmente é aluno de doutorado do Programa de Pós-Graduação em Química pela Universidade de São Paulo (USP), com ênfase em Astrobiologia e Meteorítica, atuando principalmente no estudo da interação entre microrganismos e meteoritos. Além disso, possui  experiência na área de divulgação científica, principalmente na área de Astronomia e Meteorítica.
  
Carlos Augusto di Pietro

Astronomo amador e Divulgador Científico desde 2002. Editor de notícias relacionadas a Astronomia no Portal Universo Racionalista. Fundador da BRAMON, a Rede Brasileira de Observação de Meteoros, maior iniciativa desse tipo no Hemisfério Sul do Planeta.

Descrição das Atividades

Exposição de Fotomontagens “Um Asteroide na Paraíba”

Uma exposição de fotomontagens onde asteroides e crateras de impacto são inseridos dentro de paisagens conhecidas da Paraíba. Um texto descritivo associado a cada imagem tem como objetivo passar a ideia de dimensões desses objetos e do estrago que eles poderiam causar.

Exposição de Modelos de Asteroides

Uma exposição de modelos reduzidos de asteroides conhecidos exibidos ao lado de modelos de carros, aviões e monumentos conhecidos em escala. Um texto descritivo ao lado de cada modelo conta a história do asteroide em questão.

Exposição de Fragmentos de Meteoritos

Uma exposição de fragmentos reais de meteoritos que caíram na Terra juntamente com um texto descritivo sobre sua história, onde foram encontrados e sua composição química.

Secom
Compartilha via Whatsapp

Sobre Hugo Freitas

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os leitores que quiserem fazer algum comentário, devem estar logados no facebook, clicar em Like e escrever na caixa de texto que se abrirá automaticamente.