Deputados da PB pedem celeridade no julgamento da cassação da chapa Dilma-Temer

O julgamento que definirá a cassação ou não da chapa Dilma-Temer pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) movimentou, desde essa terça-feira (6), a classe política em todo o país. 

Na Paraíba, o deputado estadual Raniery Paulino (PMDB), disse, nesta quarta-feira (8), que é ainda muito cedo para se fazer um prognóstico do que pode acontecer. Ele disse esperar que o julgamento não se prolongue tanto e que a justiça cumpre o seu papel de forma mais célere.

Raniery demonstrou preocupação com os reflexos negativos que a crise política está causando na economia do país. “O momento é de muita instabilidade para o nosso país, por isso, nesse momento, torcemos que haja um desfecho em favor do povo brasileiro”, afirmou.

Indagado sobre a possibilidade de uma eventual cassação do presidente Temer, Raniery defendeu o cumprimento à Constituição do país. Segundo ele, a realização de eleições diretas poderia até ser a melhor saída, mas não está prevista na Constituição. “Não acredito que haja tempo hábil para uma mudança neste sentido através de uma PEC”, comentou.

A deputada Camila Toscano (PSDB) também disse que ainda é cedo para se arriscar um prognóstico do julgamento. Ela lamentou, no entanto, a demora para que a Justiça eleitoral começasse a apreciar o caso.

De acordo com Camila, caso a então presidente Dilma Rousseff (PT), não tivesse sido afastada pelo impeachment, a ação ainda pendente de julgamento a um das próximas eleições.

Sobre a eventual cassação do presidente Temer, Camila também defendeu o respeito à Constituição por entender que não será possível mudar as atuais regras por via de uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC). “Não teremos tempo hábil nesse sentido, por isso defendemos o que está na Constituição brasileira”, arrematou.

Fonte:Portal Correio
Compartilha via Whatsapp

Sobre Hugo Freitas

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os leitores que quiserem fazer algum comentário, devem estar logados no facebook, clicar em Like e escrever na caixa de texto que se abrirá automaticamente.