Agevisa/PB defende cultura solidária de doação espontânea para ampliar estoque de sangue

A Agência Estadual de Vigilância Sanitária (Agevisa/PB) dedicou a edição do Momento Agevisa desta quinta-feira (8) ao estímulo à doação de sangue para ampliar o estoque e garantir a segurança dos inúmeros pacientes que possam precisar de transfusão, especialmente durante as festividades juninas.

“É importante que se crie nas pessoas uma cultura solidária de doação espontânea de sangue, independente das características individuais do doador e de o mesmo conhecer ou não a pessoa cuja vida está ajudando a salvar”, ressaltou a diretora-geral da agência reguladora, Maria Eunice Kehrle dos Guimarães.

Maria Eunice observou que atualmente 1,8% da população brasileira doa sangue, superando os parâmetros recomendados pela Organização Mundial da Saúde (OMS), segundo os quais pelo menos 1% da população deve ser doadora de sangue. “Apesar disso, esse percentual de 1,8% precisa ser ampliado, uma vez que não há substituto para o sangue, e é cada vez mais crescente o número de pessoas submetidas a tratamentos e intervenções médicas que têm na transfusão de sangue a única alternativa para a manutenção da própria vida”, enfatizou.

Segundo informou a gerente-técnica de Inspeção e Controle em Sangue e Hemoderivados da Agevisa/PB, Iara Coeli, uma bolsa de sangue pode salvar até quatro vidas, e quanto mais a população doa sangue, muito mais pessoas podem ser salvas. “Daí a importância de se doar sangue de forma regular, voluntária e solidária”, comentou.

Requisitos importantes – Para doar sangue, conforme Iara Coeli, a pessoa deve apresentar documento com foto, válido em todo território nacional, e precisa preencher alguns requisitos básicos, dentre os quais ter idade entre 16 e 69 anos (sendo necessário consentimento formal do responsável legal para pessoas maiores de 16 e menores de 18 anos); pesar no mínimo 50 kg; não apresentar comportamento de risco para doenças sexualmente transmissíveis; não ter tido hepatite após os dez anos de idade; não ser usuário de drogas; não estar gripado, resfriado, com febre ou com diarreia, e não ter ingerido bebida alcoólica nas 12 horas anteriores à doação.

O doador também deve ter dormido normalmente nas 24 horas anteriores à doação; deve estar bem alimentado (evitando-se alimentos gordurosos na véspera e no dia da doação e respeitando-se o intervalo de duas horas entre a última refeição e a doação), e deve também respeitar o intervalo obrigatório entre uma doação e outra, que deve ser de três meses para as mulheres e de dois meses para os homens.

As mulheres grávidas ou em período de amamentação não podem doar sangue; mas aquelas em período menstrual ou que fazem uso de pílulas anticoncepcionais podem doar normalmente.

Segundo a gerente-técnica Iara Coeli, todo sangue doado é separado em diferentes componentes (como hemácias, plaquetas e plasma). Assim, pode-se beneficiar mais de um paciente com apenas uma unidade coletada.

Segurança também para o doador –Antes da doação, testes são realizados no sangue para verificar se a pessoa é portadora ou não de doenças como AIDS, Sífilis, Doença de Chagas, HTLV I/II e Hepatites B e C, e ainda para saber o seu tipo sanguíneo. Os resultados dos exames são informados aos doadores, e se houver necessidade de confirmação de alguns dos testes, o doador será convocado para coletar uma nova amostra, podendo, se for o caso, ser encaminhado a um serviço de saúde.

Locais para doação de sangue

Para doar sangue, o interessado deve ir ao hemocentro ou a uma unidade de coleta; conhecer as condições básicas para doar sangue, e ser sincero na entrevista que antecede a doação. Em João Pessoa ele deve comparecer ao Hemocentro Coordenador, localizado à Avenida Pedro II, nº 1119, no bairro da Torre. Em Campina Grande, deve procurar o Hemocentro Regional, situado à Rua Eutécia Vital Ribeiro, s/n, no bairro do Catolé.

Nas demais regiões do Estado, as pessoas interessadas devem procurar os Núcleos de Hemoterapia sediados nas seguintes cidades e endereços:

Cajazeiras –Rua José de Alencar, s/n – Centro.

Catolé do Rocha –Avenida Castelo Branco, nº 309 – Batalhão.

Guarabira –Avenida Prefeito João P. Filho, n° 447 – Centro.

Itaporanga –Rua Oswaldo Cruz, s/n,  Centro.

Monteiro –Rua Epaminondas Azevedo, s/n, Centro.

Patos –Rua Juvenal Ledo, s/n, Belo Horizonte.

Piancó –RuaLuísR. Ferreira, s/n, Ouro Branco.

Picuí –Rua Lázaro J. Estrela, s/n, Monte Santo.

Princesa Isabel –Rua Alameda das Acácias, s/n, Alto Cascavel.


Secom PB

Compartilha via Whatsapp

Sobre Hugo Freitas

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os leitores que quiserem fazer algum comentário, devem estar logados no facebook, clicar em Like e escrever na caixa de texto que se abrirá automaticamente.